A NOVA LEI NA PRÁTICA

PRESENCIAL E ONLINE

2, 3 e 4

de outubro de 2024

Planejamento de estoque em licitações: compreenda sua importância

Mulheres fazendo o Planejamento de estoque de uma empresa em sala bem iluminada.

Um adequado planejamento de estoque é indispensável para quem atua no mercado de licitações e contratações públicas.

Isso porque, caso sua empresa não cumpra o contrato que celebrou com a Administração Pública, certamente será penalizada.

Por outro lado, realizar pedidos urgentes aos seus fornecedores, para atender as demandas do Poder Público, pode acarretar custos desnecessários. Inclusive, que acabem por comprometer toda a lucratividade que você almejou obter com a contratação. 

Qual a importância do planejamento de estoque em licitações?


Um planejamento adequado de estoque é capaz de mapear e minimizar os riscos inerentes a gestão de materiais, prevenir despesas desnecessárias e evitar problemas na execução contratual.

Fatores que podem levar sua empresa à perda da lucratividade esperada e/ou ao recebimento de sanções administrativas em razão da inexecução total ou parcial de um contrato.

Assim, com um controle adequado da entrada e saída de mercadorias, além da emissão dos pedidos aos fornecedores tempestivamente, sua empresa possuirá condições de atender às ordens de compras emitidas pela Administração Pública com agilidade e eficiência.

Pontos de atenção no planejamento de estoque: saiba o que conferir

Mulher utilizando o computador enquanto realiza o Planejamento de estoque.

Esteja sempre atento aos custos de gerenciamento de seu estoque: pedidos realizados “em cima da hora” podem aumentar o custo de aquisição de seus insumos.

Por outro lado, a manutenção de estoques desnecessários leva a despesas extras com aluguéis de grandes espaços. Desse modo, aumento de despesas correntes como energia elétrica, contratação de mais colaboradores, perdas e depreciações, entre outros.

Além disso, cultive um bom relacionamento com o mercado de fornecedores. Uma boa relação com seus fornecedores é indispensável para que você consiga adquirir produtos de boa qualidade, com agilidade e preços mais competitivos!

Sistema de Registro de Preços e o planejamento de estoque


O sistema de registro de preços é uma estratégia de suprimentos por meio da qual a Administração Pública também realiza seu planejamento de estoque.

Assim, ao invés de adquirir bens ou serviços com base em uma expectativa de demanda ou empreender licitações por diversos órgãos ou entidades, a Administração realiza um registro formal de preços relativos à prestação de serviços, aquisição de bens ou execução de obras e serviços de engenharia.

Tudo isso visando contratações futuras, quando melhor convier às unidades administrativas integrantes da ata. O registro é efetuado por meio de contratação direta ou licitação, que poderá adotar as modalidades concorrência ou pregão, e será materializado na lavratura de uma ata.

O que a Nova Lei de Licitações prevê sobre o SRP?


Com o advento da nova Lei de Licitações e Contratos Administrativos, o sistema de registro de preços foi incluído no rol de procedimentos auxiliares das licitações e contratações administrativas, no inciso IV de seu art. 78, e recebeu regramento pormenorizado no espaço compreendido entre os artigos 82 a 86.

A nova disciplina legal traz diversas novidades, dentre as quais destacam-se as possibilidades de contratação direta e utilização para obras e serviços de engenharia.

Assim como, aceitação de preços diferentes em razão das peculiaridades da contratação, prorrogação do prazo de validade da ata e sua alteração, para a recomposição do equilíbrio econômico-financeiro. Além disso, a nova lei incorpora, em grande parte, a normatização que já havia sido adotada pelo Decreto nº 7.892/2013.

Como fazer o planejamento de estoque: Cuidados necessários

mulher feliz em seu trabalho após o Planejamento de estoque.

O planejamento de estoque é muito importante para o fornecedor beneficiário de uma Ata de Registro de Preços.

Isso porque, conforme estabelece o caput do art. 83 da Lei nº 14.133/2021, a existência de preços registrados implicará compromisso de fornecimento nas condições estabelecidas, “mas não obrigará a Administração a contratar, facultada a realização de licitação específica para a aquisição pretendida, desde que devidamente motivada”.

Assim, o fornecedor precisará estar atento para que possua plenas condições de atender, tempestivamente, todas as solicitações realizadas pela Administração.

Além disso, existe a possibilidade de que órgãos e entidades que não participaram da licitação realizem a adesão à ata de registro de preços.

As aquisições ou as contratações adicionais não poderão exceder, por órgão ou entidade, a 50% (cinquenta por cento) dos quantitativos dos itens registrados na ata para o órgão gerenciador e para os órgãos participantes.

Ademais, o quantitativo decorrente de todas as adesões não poderá exceder ao dobro do total registrado, independentemente do número de órgãos não participantes que aderirem. 

Trata-se, portanto, de uma excelente oportunidade de negócios, que exige planejamento e gestão de estoque eficientes!

Soluções em licitação? Conheça o ConLicitação


Agora que você entende o planejamento de estoque, precisa conhecer as
soluções em licitação que o ConLicitação pode te oferecer.

Afinal, no ConLicitação, você acessa os avisos de licitações, editais e acompanhamentos de todo o país e gerencia suas licitações favoritas.

Inclusive, utiliza ferramentas que otimizam seu tempo, impulsionam seu desempenho nas vendas governamentais e conta com um corpo jurídico especializado em licitações que te dá segurança no processo licitatório.

Além disso, oferecemos consultoria especializada à sua empresa com 3 opções de planos e assinaturas semestrais, anuais ou bienais.

E se você gostou deste artigo e deseja conferir mais sobre licitações e tudo que as envolvem, continue com a gente no Blog do ConLicitação.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *