A NOVA LEI NA PRÁTICA

PRESENCIAL E ONLINE

2, 3 e 4

de outubro de 2024

Análise da concorrência em processos de licitação: entenda a importância

Homem usando uma lupa. Imagem ilustrativa para texto análise da concorrência.
Assim como ocorre na maioria dos esportes, conhecer e estudar bem o(s) seu(s) adversário(s) é fundamental para o sucesso nas licitações. Nesse sentido, a análise da concorrência se torna uma ferramenta imprescindível. Afinal, ela é de grande ajuda para que você vença e assine vários contratos e atas de registro de preços com a Administração Pública. O ConLicitação dispõe dessa facilidade com vistas a acompanhar diversos aspectos dos seus concorrentes e te ajudar a aumentar as chances de vitória nos certames. Ficou com curiosidade para saber mais sobre a importância de se conhecer seus concorrentes? Fique aqui comigo que eu te explico.

Afinal, qual o motivo de fazer análise de concorrência nas licitações?

É através da estimativa de preços, mais conhecida como “pesquisa de preços”, que a Administração Pública encontrará o valor de referência para determinada contratação. E que a Nova lei de licitações – art. 23, tratou como parâmetros que deverão ser observados pelos órgãos e entidades na sua busca. Sabemos que a livre concorrência é um princípio que permeia as licitações públicas. Portanto, para que se tenha chance de vitória, uma empresa que deseja participar do certame deverá conhecer muito bem o mercado e quem são seus adversários. Basicamente, o principal motivo para fazer a análise da concorrência é determinar o seu preço com maior eficiência. Dessa forma, a referida análise lança um olhar mais crítico e aprofundado do mercado com vistas a entender melhor o posicionamento no setor. Assim como o faturamento e como pode impactar no aumento do número de contratos. Com a ferramenta “Concorrentes”, disponível através da plataforma do ConLicitação, você terá em suas mãos uma poderosa arma. Isso porque ela permite uma análise estratégica, com informações poderosas para garantir sua vitória em um processo licitatório.

Como é feita essa análise?

A melhor maneira para a realização dessa análise é a partir do estudo da habilitação dos seus concorrentes. Assim que sair o edital que desperte o interesse do licitante em participar, é preciso fazer um checklist de toda a documentação habilitatória exigida pela Administração Pública. Isso não só o auxiliará na hora da conferência de sua documentação, como também para verificar a adequação da documentação apresentada pelo seu concorrente.  Geralmente, as licitações públicas exigem da empresa interessada em participar do certame os documentos comprobatórios da habilitação jurídica e de qualificação técnica. Assim como de qualificação econômico-financeira, de regularidade fiscal e trabalhista e do cumprimento do disposto no inciso XXXIII do artigo 7º da Constituição Federal. A ferramenta “Concorrentes”, do ConLicitação, permite através do número do CNPJ da empresa adversária, que você tenha acesso a dados disponibilizados nos próprios sites de Governo, não havendo qualquer sigilo sobre os mesmos. Desse modo, há dados como o preço final da licitação, as licitações em que a empresa concorrente venceu, quem são os seus sócios e se há alguma punição aplicável. E claro, muitas informações necessárias para que você possa destrinchar o seu concorrente.

Análise de concorrência, entenda a análise SWOT

De forma sucinta, a análise SWOT, que pode ser traduzida para o português como FOFA, se refere a uma metodologia de gerenciamento de negócios. Ela envolve quatro pilares para tomada de decisões em uma empresa, a saber: Forças, Oportunidades, Fraquezas e Ameaças. Essa metodologia permite posicionar ou situar a empresa dentro do ambiente em que ela se encontra e auxiliá-la na formulação de estratégias que ao final servirão para fortalecê-la.  A análise da concorrência constitui parte importante da análise SWOT, uma vez que os seus concorrentes podem se consubstanciar em uma ameaça. Ou, ao contrário, adversários inofensivos para os seus resultados, e daí a importância de conhecê-la minuciosamente. Assim, informações tais como a verificação de sanções dos concorrentes, a procedência do ME ou EPP da concorrência e de quais as licitações o concorrente está participando e vencendo se tornam valiosas para você fechar mais contratos e lucrar com as licitações públicas.

Estratégias para quem vai participar de uma licitação

Aqui vai um lembrete muito importante para você que está iniciando na área de licitações públicas: ao ler um edital preste atenção ao preâmbulo, que é aquela parte inicial do edital. Isso porque até março de 2023 teremos duas legislações convivendo, e, portanto, duas sistemáticas diferentes em vigor: a Lei n. 8.666/93 e a Lei n. 14.133/2021. Outros pontos que merecem atenção são a habilitação, os prazos contratuais, os benefícios da ME e EPP, os prazos para pagamento, as modalidades, o prazo de divulgação dos editais, etc. Assim, o que você ainda está esperando para espiar o seu concorrente?

Agora que você o que é análise de concorrência, conheça as soluções do ConLicitação

Agora que você entende a análise de concorrência nas licitações, você precisa conhecer as soluções em licitação que o ConLicitação pode te oferecer. Afinal, no ConLicitação, você acessa os avisos de licitações, editais e acompanhamentos de todo o país, gerencia suas licitações favoritas, utiliza ferramentas que otimizam seu tempo, impulsionam seu desempenho nas vendas governamentais e conta com um corpo jurídico especializado em licitações que te dá segurança no processo licitatório. Além disso, oferecemos à sua empresa 3 opções de planos e assinaturas semestrais, anuais ou bienais. E se você gostou deste artigo e deseja conferir mais sobre licitações e tudo que as envolvem, continue com a gente no Blog da ConLicitação.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *