ZPE: licitação fica para setembro

Editais incluem a construção de vias de acesso e também processos de drenagem e terraplenagem

Anteriormente previstos para o fim do mês de julho, os dois editais de licitação das obras de infraestrutura da primeira fase da Zona de Processamento de Exportação (ZPE) deverão sair no mês de setembro, segundo informação da presidente da Empresa Administradora da Zona de Processamento de Exportação do Pecém (Emazp), Cristiane Perez.

De acordo com ela, como o empreendimento fica entre Caucaia e São Gonçalo do Amarante, é necessária a anuência de ambos os municípios, e, até agora, há a posse apenas deste último. O de Caucaia deverá ser obtido na semana que vem.

O edital que abrange a construção de vias de acesso, diz, deverá sair antes. Aquele que trata da terraplenagem e drenagem, afirma, deve ser publicado logo em seguida. Ela garante que o processo licitatório durará de seis a oito meses, o que deixaria o início das obras para um período antecedente ao novo limite (junho de 2012), que será estipulado pelo governo federal, por meio de Medida Provisória (MP). A MP alterará o prazo para o começo dos empreendimentos de 12 para 24 meses, prescrito na Lei 11.508/ 07, que regula o regime tributário, cambial e administrativo das ZPEs.

Sem querer citar nomes, a presidente da Emazp informou que há, atualmente, negociação com cinco empresas que podem integrar o empreendimento.

Diferencial

Gustavo Saboia, secretário executivo do Conselho Nacional das ZPEs, frisou que o Estado possui condições promissoras para que o projeto comercial evolua. “No Acre, onde a estrutura está mais avançada, ainda não há grandes investidores. Já o Ceará fez algo diferente: antes mesmo de construir, garantiu um grande investidor. É como um shopping center, que, mesmo antes de ser erguido, já tem as principais lojas definidas”, compara. Saboia refere-se à Companhia Siderúrgica de Pecém (CSP), que se instalará na ZPE cearense. “O interessante é que uma ZPE é capaz de diversificar os negócios cearenses. Setores que não estão entre os mais comuns daqui, podem surgir”, analisa o representante do governo federal.

Ontem, na sede da Fiec, foram detalhadas a empresários cearenses as minúcias relativas ao novo equipamento. Conforme Perez, esse tipo de evento é “importante para divulgar o projeto ao empresariado local para que se consiga trazer novos investimentos, evidenciando os benefícios que uma ZPE proporciona. Quem sabe a gente possa conseguir novos investidores aqui mesmo (na Fiec)”, diz. Segundo ela, a empresa quer seguir realizando reuniões como a de ontem, para estreitar contatos com o setor industrial.

VICTOR XIMENES
REPÓRTER

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.

    Pesquise as licitações no seu segmento agora

    Preencha seus dados para concluir a pesquisa

    Confira quantas oportunidades de venda existem no momento.
    Digite nome, e-mail e telefone para ver os resultados.





    Oportunidades de negócio esperando por você

    Aproveite o nosso período de teste gratuito e tenha sucesso no mercado de licitações.

    Licitações e dispensas