Vereadores protestam contra forma de contratação de pessoal para o Hospital da Criança. Leia esta e outras notícias da CMFS

Vereadores de oposição e da bancada governista municipal, hoje (11), na sessão legislativa, se pronunciaram sobre o Hospital Estadual da Criança, localizado em Feira de Santana, na Avenida Contorno, ao lado do Hospital Geral Clériston Andrade. A unidade de saúde ainda não foi inaugurada, mas já está gerando muita polêmica, no que tange a contratação de funcionários. As vagas são para vários setores, entre eles, o de auxiliar administrativo, portaria, enfermagem e serviços gerais.

A seleção é feita mediante currículo. Na segunda e terça-feira (9 e 10 de agosto), centenas de pessoas compareceram ao Sest-Senat, formando uma grande fila em busca de senha para se inscrever.

“No meu gabinete, eu já não aguento mais o pessoal ligando para a questão de empregos no Hospital da Criança. Eu sei que tem gente do meu partido nadando de braçada, voando sobre as águas como se fosse um avião a jato. Eu me abstenho de qualquer discussão de lá. Já deixei isso claro para as pessoas que estão me procurando porque eu, Roberto Tourinho e Ângelo fomos ao secretário e ele disse que nós éramos os primeiros a saber quando tivesse o sistema de contratação”, declarou o vereador Marialvo Barreto (PT), enfatizando que não tem privilégios na unidade de saúde.

O petista acrescentou: “eu particularmente não acredito naquela entrega de currículos. Pra mim a lista daquilo já está montada. É a minha posição pelo que eu tenho escutado das pessoas. Eu estou fora e quero pedir aos amigos que não mandem para o meu gabinete os currículos porque eu não fui autorizado a indicar uma pessoa. Eu não sou bicho de porco para ficar forçando situações que a mim não foram dedicadas”.

Na opinião do edil Ailton Araújo (PSDB), a desconfiança do vereador Marialvo quanto ao processo de seleção para o Hospital da Criança é muito grave, visto que vários candidatos se escreveram, acreditando que as vagas serão disponibilizadas de uma forma lícita, sem interferência política. Ele sugeriu a apuração do Ministério Público.

O vereador Luiz Augusto – Lulinha – (DEM), afirmou que, no Hospital Clériston Andrade, há muito tempo já havia uma arrecadação de currículos para o processo de seleção do Hospital da Criança. “Esse negócio é carta marcada”, disse ele.

O vereador Carlos Alberto – Frei Cal – (PMDB) considera que está sendo dado tratamento humilhante às pessoas. “Vivemos em um país onde o desemprego é muito grande. Não podemos brincar com isto. Estamos percebendo que, infelizmente, estão brincando com o povo feirense, nesse processo”.

Ele disse ter certeza de que essas pessoas que estão se apresentando não serão aproveitadas. “Por telefone, as pessoas me pedem uma forcinha. Tenho informações de que currículos já foram entregues há muito tempo. Não podemos fazer papel de bobo”. O vereador peemedebista opina, ainda, que se o hospital vai funcionar em agosto, não se pode conceber que agora, no mês da inauguração, se faça recrutamento de pessoal.

“Já começa errado aí. Subtende-se que essas pessoas devem ser contratas com antecedência, seja por concurso ou indicação”, observa Frei Cal. “Não importa para mim o todo poderoso que está indicando. Não faz isto sozinho. Por trás está o governo do PT, o secretário de Saúde. Se existe algum travamento, sai de lá de dentro. É falta de respeito ao povo de Feira, aos que estão desempregados”, acrescentou.

O vereador Justiniano França (DEM) informou que as inscrições para trabalhar no Hospital da Criança foram feitas na segunda-feira e, na terça, candidato já fez prova. O intervalo de apenas 24 horas, para ele, é algo estranho. “O Sest Senat, que apenas serve como local para recepção das inscrições, vai acabar sofrendo desgaste de sua imagem”, acrescentou.

O vereador Roberto Tourinho (PSB) disse que é da bancada do Governo do Estado e que reconhece que a obra é das mais importantes da história da cidade, mas faz críticas ao modelo de seleção de pessoal adotado. “A grandeza está sendo ofuscada pela maneira como está sendo conduzida esta seleção”.

Em seu entendimento, os próprios vereadores que fazem parte do governo não sabem de absolutamente nada. “Não fomos ouvidos em momento algum. Quem vai analisar esses currículos? É indicação? Quem está indicando, deputado A ou B?”. Para ele, deveria fazer concurso ou seleção pública, com data, local e horário. “Algo que fosse transparente. Mas para meus senhores indicar, não concordo”.

O vereador José Sebastião – Bastinho – (PRTB) lembrou que há dois meses fez a denúncia de que as pessoas que irão trabalhar “são todas indicadas por uma pessoa só do PT”. “Falei com dados e informações de dentro do grupo do próprio PT. É assim também no Clériston Andrade. Só um emprega no Clériston. As pessoas que vão trabalhar no Hospital da Criança já foram indicadas por um cacique que manda no PT em Feira de Santana. Se fosse obra do DEM, estariam cobrando concurso”.

Para o vereador Roque Pereira (PT do B), “é uma maneira truculenta de contratar. O PT sempre cobrou concurso público dos outros governos”, protestou o edil, indignado com a forma de seleção do pessoal para o Hospital da Criança.

Roque Pereira também salientou que “é público e notório que a saúde no município está na mão do deputado que é o segundo governador. Com certeza, o Governo do Estado está dando o aval a essa manobra eleitoreira”.

Na oportunidade, ele afirmou que a unidade de saúde ainda não tem estrutura para funcionar. “Daqui até janeiro de 2011, com certeza, o Hospital da Criança não funciona e se funcionar será de uma maneira capenga e caótica, devido à falta de material. A 2ª Dires disponibilizou uma garagem, justamente, para receber os materiais do Hospital da Criança, todavia, não chegaram sequer 30% dos equipamentos”.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

    Pesquise as licitações no seu segmento agora

    Preencha seus dados para concluir a pesquisa

    Confira quantas oportunidades de venda existem no momento.
    Digite nome, e-mail e telefone para ver os resultados.





    Oportunidades de negócio esperando por você

    Aproveite o nosso período de teste gratuito e tenha sucesso no mercado de licitações.

    Licitações e dispensas