Tribunal de Justiça pede a cassação da prefeita de Campos do Jordão.

O Tribunal de Justiça do Estado de São Paulo pediu a cassação do mandato da prefeita de Campos do Jordão, Ana Cristina Machado César, acusada de irregularidades em um processo licitatório no ano de 2002, época em que era secretária da saúde do município.

Também respondem ao processo por improbidade administrativa, o ex-prefeito Lélio Gomes, o ex-presidente da comissão permanente de licitações, Newton de Castro Fegies e Ailton Pereira Campos, dono da empresa Jordão ME.

De acordo com a Justiça, antes mesmo do término da licitação, houve uma reserva de recursos no valor de R$ 25 mil para a empresa que executaria o serviço de transporte de 22 pacientes que fariam cirurgia de catarata em Cachoeira Paulista.

Ainda segundo o processo a empresa vencedora não apresentou os documentos necessários e não foi registrada ata da reunião de abertura das propostas, que teria ocorrido em 23 de maio daquele ano.

Segundo o Tribunal de Justiça, os réus podem recorrer da decisão. A prefeitura só deve se manifestar após receber a notificação judicial. De acordo com o departamento jurídico da Câmara de Campos do Jordão, uma moradora informou sobre a decisão e pediu a abertura de uma Comissão Especial de Inquérito (CEI) para investigar o caso. Este pedido será avaliado e depois colocado em votação.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.

    Pesquise as licitações no seu segmento agora

    Preencha seus dados para concluir a pesquisa

    Confira quantas oportunidades de venda existem no momento.
    Digite nome, e-mail e telefone para ver os resultados.





    Oportunidades de negócio esperando por você

    Aproveite o nosso período de teste gratuito e tenha sucesso no mercado de licitações.

    Licitações e dispensas