Três Lagoas Ministro garante construção de contorno rodoviário em Três Lagoas

O anúncio da construção do anel rodoviário ocorreu durante a inauguração da ponte rodoviária sobre o rio Paraná, que interliga Três Lagoas a Castilho

Ministro garante construção de contorno rodoviário em Três Lagoas
Anúncio foi feito durante inauguração da ponte, que contou com a presença de diversas autoridades

Por Ana Cristina Santos
O ministro dos Transportes, Portos e Aviação Civil, Maurício Quintella, afirmou, nesta quinta-feira (5), que a construção do contorno rodoviário de Três Lagoas será prioridade do governo federal. E anunciou que foram reservados R$ 35 milhões no Orçamento Geral da União de 2017 para início da obra.

O anúncio da construção do anel rodoviário ocorreu durante a inauguração da ponte rodoviária sobre o rio Paraná, que interliga Três Lagoas a Castilho (SP). No mesmo evento, o governador Reinaldo Azambuja (PSDB) disse que o Estado fará o projeto executivo da obra para que o Departamento Nacional de Infraestrutura e Transportes (Dnit) possa abrir licitação.

O estudo de viabilidade técnica e econômica do contorno já foi feito. O engenheiro do Dnit em Três Lagoas, Milton Rocha Marinho, disse que o projeto executivo é o que define como será o traçado e qual o valor do empreendimento. “Após o projeto pronto, o Dnit poderá licitar a obra. Acredito que em meados do próximo ano, se ocorrer como previsto, a obra será iniciada”, disse.

Maurício Quintella citou empenho do governo após ser cobrado pela senadora Simone Tebet (PMDB) e por Azambuja durante discursos na inauguração. Simone e Reinaldo disseram que o contorno é importante para Três Lagoas devido ao aumento do fluxo de veículos pesados pela avenida Ranulpho Marques Leal, na rodovia BR-262.

“Já ganhamos o projeto, agora caberá a nós executar a obra, que também é um compromisso do governo. Vou trabalhar junto com a bancada federal para garantirmos os recursos no Orçamento para que Três Lagoas tenha o seu contorno concluído o mais rápido o possível”, destacou o ministro.

SOLUÇÃO
O anel rodoviário é apresentado como alternativa para superar o conflito entre tráfego urbano e rodoviário. Os primeiros estudos da obra começaram em 2009, com o levantamento estatístico de incidência de acidentes no trecho e cálculo da projeção de acréscimo do tráfego de veículos nas rodovias BR-262 e BR-158 – principalmente de carretas – em razão da construção e duplicação das fábricas de celulose de Três Lagoas.

O pré-projeto, já elaborado, prevê uma nova via de acesso interligando a BR-262 até a BR-158, sem a necessidade dos veículos pesados trafegarem pelas avenidas que cortam a cidade. No sentido Campo Grande-Três Lagoas, a entrada do contorno deverá ser feita nas proximidades do Papilon Eventos, perto da Fazenda Rodeio, e interligará até a BR-158, no acesso a Selvíria. O motorista que precisa ir à fábrica Eldorado, por exemplo, não precisará passar pela Ranulpho.

O mesmo ocorrerá com quem vem do Estado de São Paulo pela ponte rodoviária, também não terá a necessidade de passar pela avenida, acessando o anel e seguindo até a BR-158 no sentido a Brasilândia ou a Selvíria. Em ambos os casos, também terão acesso à BR-262.

INVESTIMENTOS
O ministro também anunciou a ampliação do aeroporto de Três Lagoas, bem como a inclusão da BR-262 no pacote de concessões à iniciativa privada.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

    Pesquise as licitações no seu segmento agora

    Preencha seus dados para concluir a pesquisa

    Confira quantas oportunidades de venda existem no momento.
    Digite nome, e-mail e telefone para ver os resultados.





    Oportunidades de negócio esperando por você

    Aproveite o nosso período de teste gratuito e tenha sucesso no mercado de licitações.

    Licitações e dispensas