Telmo vai procurar Kelly para revogar licitação do saneamento

Prefeito eleito pretende pedir a suspensão do processo ainda nesta semana
LUANA RODRIGUES
luana.rodrigues@gaz.com.br
Após ter sido eleito com 51,91% dos votos, o futuro prefeito de Santa Cruz do Sul, Telmo Kirst (PP), disse, em entrevista à Rádio Gazeta na manhã desta segunda-feira, 8, que pretende procurar a prefeita Kelly Moraes (PTB) ainda nesta semana para pedir a revogação da licitação do saneamento. “Eu acho que em final de governo, tendo perdido uma eleição, não é possível continuar com o processo licitatório. Ele precisa ser cancelado e eu vou pedir este cancelamento”, disse.
O prefeito eleito também comentou sobre a licitação do transporte coletivo urbano de Santa Cruz e afirmou que pretende elaborar uma lista detalhada em que serão elencadas as demandas a serem discutidas com a atual administração. “Serão sobre coisas que quem está em final de governo não pode fazer”, disparou.
Ele argumentou ainda que na condição de prefeito eleito não pode descuidar de questões da administração pública que irão repercutir no próximo governo. Kirst já antecipou que, caso Kelly Moraes dê continuidade à licitação do saneamento, irá revogar o processo assim que assumir a Prefeitura. “Vou usar de todas as prerrogativas que tem o prefeito para impedir que isto se consuma porque a população não quer isto”, garantiu ele ao dizer ainda que pretende melhorar a proposta da Corsan de investir R$ 222 milhões em Santa Cruz ao longo dos próximos anos.
O propósito de Telmo Kirst é encerrar a questão com a Corsan em no máximo 30 dias após ingressar na Prefeitura. “Eu não quero que Santa Cruz entre numa aventura de ter que pagar uma indenização de R$ 123 milhões. Isso vai de novo gerar processo na Justiça porque a Corsan vai cobrar judicialmente se o município não indenizar. E nós já temos a questão da iluminação pública, em que a Prefeitura deve R$ 66 milhões para a AES Sul”.
O contrato a ser firmado com a Corsan deverá conter cláusulas rescisórias caso a empresa não cumpra o estabelecido, além de um acompanhamento do Ministério Público através de um termo de ajustamento de conduta (TAC) que obrigue a Corsan a cumprir os compromissos assumidos em um novo contrato. Desde 2009 a estatal atua no município sem contrato com a Prefeitura.

    Pesquise as licitações no seu segmento agora

    Preencha seus dados para concluir a pesquisa

    Confira quantas oportunidades de venda existem no momento.
    Digite nome, e-mail e telefone para ver os resultados.





    Oportunidades de negócio esperando por você

    Aproveite o nosso período de teste gratuito e tenha sucesso no mercado de licitações.

    Licitações e dispensas