TCU detecta irregularidades em licitações do Conselho Regional de Medicina do Mato Grosso.

O Tribunal de Contas da União (TCU) multou o ex-presidente do Conselho Regional de Medicina de Mato Grosso (CRM-MT) S. D. L. em R$ 5 mil.

O TCU detectou irregularidades na contratação de serviços de assessoria de comunicação, na qual o CRM-MT alegou inexigibilidade, e na realização de licitação, na modalidade convite, sem ter obtido o mínimo de três propostas aptas à seleção. Além disso, em uma terceira licitação, o CRM-MT restringiu o caráter competitivo em função de ter convidado e permitido participação de duas construtoras, cujos sócios têm relacionamento estreito, o que caracteriza desrespeito à Lei de Licitações.

Os ex-membros da comissão de licitação G. R. P., S. M. N. S. e A. V. P. D. terão de pagar multa individual de R$ 3 mil aos cofres do Tesouro Nacional. A cobrança judicial das dívidas já foi autorizada. O TCU declarou inidoneidade da empresa CIFI para participar de licitações da Administração Pública Federal pelo prazo de dois anos. O Tribunal também determinou ao CRM-MT que, nas próximas contratações, atente aos dispostos da Lei de Licitações. O TCU encaminhou cópia da decisão ao Conselho Federal de Medicina e à Procuradoria da República no Estado de Mato Grosso para adoção das providências cabíveis. O relator do processo foi o ministro Marcos Bemquerer Costa. Cabe recurso da decisão.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.

    Pesquise as licitações no seu segmento agora

    Preencha seus dados para concluir a pesquisa

    Confira quantas oportunidades de venda existem no momento.
    Digite nome, e-mail e telefone para ver os resultados.





    Oportunidades de negócio esperando por você

    Aproveite o nosso período de teste gratuito e tenha sucesso no mercado de licitações.

    Licitações e dispensas