TCU aponta irregularidades na construção de campus da Unifesp.

As obras do campus Baixada Santista da Universidade Federal de São Paulo (Unifesp) estão na lista de paralisações indicadas pelo Tribunal de Contas da União (TCU), divulgada na segunda-feira. Segundo o relatório, a construção apresenta “irregularidade grave com recomendação de continuidade”.

Os problemas apontados foram no contrato de execução das obras (cerca de R$ 10,5 milhões), no qual foi verificado que a “fiscalização ou supervisão deficiente ou omissa”.

Outras duas irregularidades foram identificadas no contrato (sem número) de projetos de fundações, instalações eletro-eletrônicas, hidro-sanitárias, de incêndio, gases, climatização e de supervisão/automação predial (R$ 515 mil): ausência de licitação para contratação de projeto executivo e ausência de formalização do contrato.

O documento é elaborado para informar a situação das obras fiscalizadas ao Congresso Nacional e aponta os casos em que há irregularidades graves.

O ministro-relator do processo, Aroldo Cedraz, apresentou os principais dados e constatações feitas pelo TCU e os benefícios obtidos durante as auditorias. “Em meu trabalho, procurei aprimorar o controle e atender de maneira eficiente às demandas do Congresso Nacional”, disse o ministro.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.

    Pesquise as licitações no seu segmento agora

    Preencha seus dados para concluir a pesquisa

    Confira quantas oportunidades de venda existem no momento.
    Digite nome, e-mail e telefone para ver os resultados.





    Oportunidades de negócio esperando por você

    Aproveite o nosso período de teste gratuito e tenha sucesso no mercado de licitações.

    Licitações e dispensas