Supremo investiga senador Efraim Moraes por fraude em licitações

Brasília – O Supremo Tribunal Federal (STF) começou a investigar o senador Efraim Moraes (DEM-PB) por fraude em licitações e desvio de recursos públicos em contratos do Senado com empresas do setor de comunicação.

A denúncia assinada pela Procuradoria Geral da República aponta que enquanto comandou a Primeira Secretaria do Senado, entre 2005 e 2009, o senador repassou dinheiro para empresas de comunicação da Paraíba, seu reduto eleitoral, com objetivo de atender a seus interesses pessoais. Foram contratados sem licitação, por exemplo, serviços de assinatura de revistas e periódicos eletrônicos e serviços de clipagem eletrônica.

O relator do caso, ministro Carlos Ayres Britto, solicitou na terça-feira as cópias dos contratos e uma perícia nas notas fiscais e comprovantes dos pagamentos efetuados que será realizada pelo Instituto Nacional de Criminalística (INC).

Ayres Britto pediu ainda que sejam analisados os “preços de mercado para a prestação dos mencionados serviços nos respectivos períodos de contratação e, tendo em vista a natureza dos mesmos, aferição da possibilidade de competição entre empresas para a sua prestação”.

O senador é acusado de crime de peculato, pena de 2 a 12 anos de prisão, além de crime contra administração pública por dispensar irregular de licitação, com pena de 3 a 5 anos de prisão.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.

    Pesquise as licitações no seu segmento agora

    Preencha seus dados para concluir a pesquisa

    Confira quantas oportunidades de venda existem no momento.
    Digite nome, e-mail e telefone para ver os resultados.





    Oportunidades de negócio esperando por você

    Aproveite o nosso período de teste gratuito e tenha sucesso no mercado de licitações.

    Licitações e dispensas