Sinop: apenas uma empresa cumpre exigências em licitação

Fonte: Só Notícias com assessoria

O Serviço Autônomo de Água e Esgoto (SAAES) de Sinop divulgou o resultado da primeira fase de habilitação do processo licitatório para a construção da rede de esgoto. Apenas uma empresa cumpriu com todos os requisitos de documentação e habilitação técnica para concorrer à segunda fase do processo, constituída pela apresentação da proposta de preços. Segue no processo o Consórcio Cbemi – Construtora Brasileira e Mineradora Ltda/Construferri Saneamento e Terraplanagem Ltda/Sef – Saneamento e Engenharia Ferroviária Ltda.

Segundo a assessoria de imprensa da prefeitura, as empresas Delta Construções S/A, Consórcio Construtora Lucaia Ltda/Soenge Construtora Ltda – Epp, Consórcio Elmo Engenharia Ltda/Constral Construtora Terraplen. e Pavim. Ltda e Agrimat – Engenharia Indústria e Comércio Ltda, foram desabilitadas por falta de documentos e ou inabilitação técnica.

De acordo com o diretor do SAAES, Juventino Silva, as empresas inabilitadas têm cinco dias úteis após a publicação desse resultado no Diário Oficial para recorrer da decisão e apresentar a documentação exigida. “Vamos enviar o resultado para publicação, porém não há como dizer se será publicado ainda nesta semana ou só na segunda-feira. Mas após isso as empresas terão esse prazo legal e somente após esse prazo é que iremos abrir os envelopes que contém as propostas de preços”.

O preço máximo para a obra é de R$ 41.186.000,00. A obra irá contemplar o quadrilátero central, compreendido pelas Avenidas dos Pinheiros, Flamboyans, Jacarandás, Ingás e Guarantãs. A previsão é que 12.564 ligações imediatas sejam realizadas, porém a rede coletora terá capacidade para 16.885 ligações. A diferença se deve a contagem dos lotes vazios, cuja rede já será instalada.

Está prevista também no projeto a construção de uma estação de tratamento com a vazão de 100 litros por segundo, com a instalação 206 mil metros de rede coletora de esgoto e cinco estações elevatórias.

Conforme Só Notícias informou anteriormente, ao todo, o investimento ficará em R$ 44,7 milhões. Deste montante, R$ 41,7 milhões será para a obra em si e os outros R$ 3,6 milhões para serviços de fiscalização, gerenciamento, entre outros custos. Ao seu final, a obra deve beneficiar 77 mil moradores, o que corresponderá a 49% da rede de esgoto no município.

A previsão era que a obra tivesse início no final ainda no ano passado. Destes R$ 44,7 milhões, R$ 36,4 milhões são provenientes do financiamento por parte do Banco Nacional de Desenvolvimento Econômico e Social (BNDES), celebrado em janeiro de 2008. A prefeitura ficará responsável por uma contrapartida de R$ 4,4 milhões e o governo do Estado entrará com outros R$ 4,4 milhões. O município terá mais de dez anos para pagar o financiamento com o banco.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.

    Pesquise as licitações no seu segmento agora

    Preencha seus dados para concluir a pesquisa

    Confira quantas oportunidades de venda existem no momento.
    Digite nome, e-mail e telefone para ver os resultados.





    Oportunidades de negócio esperando por você

    Aproveite o nosso período de teste gratuito e tenha sucesso no mercado de licitações.

    Licitações e dispensas