Siameses conflitantes.

A alusão feita aos irmãos siameses que nascem, crescem e vivem grudados não é apenas ao fato de os prédios da Prefeitura e da Câmara de Taió estarem ligados fisicamente.

Lucas Fach

A alusão feita aos irmãos siameses que nascem, crescem e vivem grudados não é apenas ao fato de os prédios da Prefeitura e da Câmara estarem ligados fisicamente. São também siameses nas relações que os une e também os separa. Nada mais do que natural que dois irmãos grudados e que precisam caminhar sempre juntos briguem de vez em quando. Nas últimas semanas os ânimos entre os dois poderes não está muito cordial.

Até parecem dois irmãos brigando pelo mesmo colo de mãe.
De um lado a oposição na Câmara liderada pelo vereador Paulo Ignácio Uhlman do PR e mais quatro vereadores. Do outro o executivo municipal que tem como representante principal o prefeito Ademar Dalfovo do PMDB.

Na sessão que aconteceu no dia oito, o vereador Paulinho apresentou durante o discurso na tribuna, nada menos do que dez documentos onde aponta indícios de irregularidades cometidas nas contratações de diversos serviços junto a fornecedores principalmente do município. Nos documentos que apresentou o vereador disse que a Prefeitura não respeitou o limite de oito mil reais na hora de contratar serviços e deveria ter aberto licitação.

Ainda na semana passada a Câmara protocolou junto ao TCE – Tribunal de contas do Estado, as dez queixas que o vereador apresentou na Tribuna e mais uma junto ao Ministério Público. Procurados para se manifestarem sobre o assunto, os vereadores Paulo Ignácio Uhlmann e Iara Mariza Bonin, preferiram não fazer comentário algum até o julgamento do Tribunal.

O outro lado da historia

Na tarde de terça-feira o prefeito Ademar Dalfovo recebeu o jornal O Barriga Verde para falar sobre o assunto. Ademar disse que estava tranqüilo quanto às queixas levantadas pelo vereador Paulinho na sessão do dia oito. O prefeito elogiou a atitude do vereador e também da Câmara. Segundo Ademar “Eles estão fazendo o papel deles que é fiscalizar e isso me ajuda muito. Eu não pedi pra ninguém fazer nada ilegal ou imoral. Se for comprovada que tem coisa errada e foi algo deliberado, vai ser exonerado na mesma hora”.

O prefeito continuou dizendo que até agora não foi encontrado nenhum indício de que a administração esteja praticando atos ilegais. “Se realmente for encontrado alguma inconsistência, é bom para que quem fez, aprenda a fazer a coisa certa”. Ademar disse não acreditar que dentro do quadro da Prefeitura tenha funcionários que possam ter feito a mesma coisa errada dez vezes.

“Pode ser que realmente tenha acontecido algum tipo de equivoco, e se aconteceu e o erro foi encontrado através dos vereadores, vou parabenizá-los pelo trabalho. Eles só estão me ajudando”.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.

    Pesquise as licitações no seu segmento agora

    Preencha seus dados para concluir a pesquisa

    Confira quantas oportunidades de venda existem no momento.
    Digite nome, e-mail e telefone para ver os resultados.





    Oportunidades de negócio esperando por você

    Aproveite o nosso período de teste gratuito e tenha sucesso no mercado de licitações.

    Licitações e dispensas