Sete dos 12 estádios da Copa-2014 já estão atrasados.

Gazeta Press

A Copa do Mundo da África do Sul ainda nem começou em 2010, mas a preocupação com o Mundial seguinte, sediado no Brasil, já começa a aparecer. Isso porque as obras dos estádios brasileiros não devem ter seu início no dia 1 de março, conforme determina a FIFA.

De acordo com o jornal Folha de S. Paulo, sete das 12 arenas confirmadas como sedes dos jogos do Mundial estão bem retardadas em relação ao cronograma imposto pela entidade máxima do futebol. Segundo um levantamento realizado pelo jornal, algumas obras sequer lançaram o edital de licitação.

É o caso do maior estádio do Brasil, o Maracanã, que conta com orçamento de R$ 600 milhões e não tem um prazo definido para iniciar as obras. As outras arenas que sequer conseguirão ter as obras iniciadas em março são a Arena das Dunas (RN), a Arena Recife (PE) e o Castelão (CE).

A Arena das Dunas, sediada em Natal, conhecerá o vencedor da concorrência no fim de março, e tem como prazo de início das obras o fim do mês de abril, mas pode nem mesmo começar no primeiro semestre. “Diante de toda a burocracia, só vamos conseguir a licitação nesses prazos”, afirmou o coordenador estadual da Copa no Rio Grande do Norte, Fernando Fernandes. “O mais importante é que estamos mostrando ao Comitê Organizador Local o andamento do cronograma”.

Em Pernambuco, a Arena Recife também terá a licitação pronta ao fim de março. No entanto, a organização mostra extremo otimismo. “Acabamos perdendo o prazo, mas a nossa obra é de fácil execução. O estádio não tem grandes invenções na sua estrutura”, afirmou Ricardo Leitão, membro de Pernambuco no Comitê da Copa de 2014.

Outros estádios brasileiros estão com menor atraso, mas também não cumprirão a determinação da FIFA. O Vivaldão, em Manaus, o Mané Garricha, em Brasília, e o Verdão, em Cuiabá, não respeitarão o prazo, e terão suas obras iniciadas após o dia 1 de março.

Os únicos estádios que estão com suas construções andando cronologicamente adiantados ou em cima do prazo são o Mineirão (MG), a Fonte Nova (BA), o Beira-Rio (RS), a Arena da Baixada (PR) e o Morumbi (SP), sendo que estes três últimos já iniciaram suas obras.

Por enquanto o Comitê Organizador Local (COL) ainda não se pronunciou sobre os prováveis atrasos. Embora recebam informações sobre o andamento das obras de 15 em 15 dias, o COL entendeu que não é hora de reclamar publicamente.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

    Pesquise as licitações no seu segmento agora

    Preencha seus dados para concluir a pesquisa

    Confira quantas oportunidades de venda existem no momento.
    Digite nome, e-mail e telefone para ver os resultados.





    Oportunidades de negócio esperando por você

    Aproveite o nosso período de teste gratuito e tenha sucesso no mercado de licitações.

    Licitações e dispensas