Serviço é informatizado e frota ampliada em Volta Redonda

Volta Redonda

A frota da Central de Ambulâncias da prefeitura vai ser reforçada nos próximos meses por três novos veículos. O processo de licitação está sendo encaminhado e em breve o número de carros disponíveis para atendimento na cidade passará de 8 para 11.

Atualmente são seis, que fazem atendimentos domésticos e outras duas que ficam reservadas para viagens. As novas ambulâncias vão atuar justamente nas chamadas feitas por moradores da cidade em casos emergenciais. A necessidade de ampliar a frota ficou evidenciada após o serviço ser informatizado, no início do mês passado.

Desde o dia 10 de junho as chamadas telefônicas feitas para a central, através do número 192, são atendidas por funcionários do Ciosp (Centro Integrando de Operações de Segurança Pública). Antes, havia apenas uma telefonista específica para atender a unidade, localizar a ambulância e encaminhar as solicitações. Com a mudança, os carros passarão a ser localizados pelo sistema de GPS, com acionamento imediato via rádio.

Toda a comunicação, desde o pedido de socorro até a chegada no hospital, será monitorada e gravada. A informatização também produz relatórios diários com dados sobre o serviço prestado pela prefeitura.

A decisão do prefeito Antônio Francisco Neto (PMDB) de comprar as três ambulâncias foi tomada a partir da análise de relatórios, mostrando, por exemplo, os tipos mais frequentes de atendimentos e o tempo de resposta das chamadas.

Mas foi o volume de ligações para a central que chamou a atenção, já que ela se mostrou mais procurada até mesmo que a Guarda Municipal, até então o serviço mais requisitado pela população. Entre a data de entrada do 192 no Ciosp, em 10 de junho, e última sexta-feira, dia 1º de julho, foram 1.225 ligações pedindo uma ambulância. No mesmo período, a Guarda foi acionada 1.190 vezes, a Polícia Milita, 816; Bombeiros, 45; e a Defesa Civil 28 vezes.

– O Serviço de Atendimento Móvel de Urgência está preparando sua instalação em Volta Redonda e chegará com outras três ambulâncias. Mesmo assim vamos reforçar a nossa frota e ampliar o serviço prestado para a população. A prefeitura está se modernizando, montando um grande banco de dados e com posse destas informações prestaremos um serviço muito melhor – disse o prefeito.

A entrada da Central de Ambulâncias no Ciosp acabou com um problema ainda comum em cidades que não possuem os serviços de atendimento integrados. É que muitas vezes, ao perceber um acidente com vítimas nas ruas, eram acionados para o mesmo caso os bombeiros, a Central de Ambulâncias e o Resgate da Guarda. “Isso é normal, pois uma pessoa que está dentro de um ônibus e vê um atropelamento liga para um lugar, o sujeito que está de carro liga para outro e assim por diante.

As pessoas agem de boa fé, mas acabavam sem querer gerando um deslocamento desnecessário. Agora, o Ciosp detecta as viaturas mais próximas, identifica o tipo de atendimento necessário e aciona o socorro”, disse o major Rodrigo Ibiapina, que coordena o Ciosp.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.

    Pesquise as licitações no seu segmento agora

    Preencha seus dados para concluir a pesquisa

    Confira quantas oportunidades de venda existem no momento.
    Digite nome, e-mail e telefone para ver os resultados.





    Oportunidades de negócio esperando por você

    Aproveite o nosso período de teste gratuito e tenha sucesso no mercado de licitações.

    Licitações e dispensas