Senado suspende pregão para contratação de 99 brigadistas.

Adriana Vasconcelos

BRASÍLIA – O Senado decidiu suspender na noite desta quarta-feira a realização do pregão, convocado para o próximo dia 28 de janeiro, que pretendia contratar uma empresa para prestar serviços de Brigada de Incêndio na Casa. De acordo com o edital, a instituição pretendia contratar 99 brigadistas para atuarem em 52 postos a um custo mensal de quase R$ 700 mil, conforme antecipou o GLOBO.

Esta é a segunda vez que este pregão é suspenso. Em 2007, o então presidente do Senado, Garibaldi Alves (PMDB-RN), determinou sua suspensão por ter considerado excessivo o número de 66 brigadistas que seriam contratados. A alegação agora é a de que o edital não teria levado em conta a lei que regulamentou a profissão de brigadista.

A ideia, porém, foi desengavetada em pleno recesso parlamentar pelo diretor-geral do Senado, Haroldo Tajra, o que desagradou alguns parlamentares. Especialmente porque a iniciativa foi tomada às vésperas do início do debate da reforma administrativa que será implementada na Casa.

Esta proposta foi concluído na última semana de trabalhos legislativo de 2009 e deverá começar a ser analisado em fevereiro pela Comissão de Constituição e Justiça (CCJ). O texto, no entanto, acabou ignorando boa parte das sugestões feitas pela Fundação Getúlio Vargas (FGV), cuja consultoria custou aos cofres do Senado R$ 250 mil e previa, entre outras coisas, um corte de 30% dos servidores terceirizados.

No início do mês, uma outra iniciativa do diretor-geral também provocou polêmica na Casa. No último dia 7, com o aval do 1º secretário, senador Heráclito Fortes (DEM-PI), Tajra autorizou a publicação de um edital no Diário Oficial da União convocando uma licitação para a primeira quinzena de fevereiro para a contratação de uma empresa para construir uma praça de alimentação em um dos estacionamentos da Casa.

A ideia de construir essa praça de alimentação surgiu em agosto do ano passado, mas foi considerada inoportuna na época em razão da crise política e ética instalada na instituição. De lá para cá, porém, o orçamento previsto para a obra subiu R$ 400 mil, pulando de R$ 1,5 milhão para R$ 1,9 milhão.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

    Pesquise as licitações no seu segmento agora

    Preencha seus dados para concluir a pesquisa

    Confira quantas oportunidades de venda existem no momento.
    Digite nome, e-mail e telefone para ver os resultados.





    Oportunidades de negócio esperando por você

    Aproveite o nosso período de teste gratuito e tenha sucesso no mercado de licitações.

    Licitações e dispensas