Sem propostas, leilão do trem-bala é adiado

Nenhuma empresa apresentou propostas para participar da licitação aberta pelo governo para a construção do trem de alta velocidade entre o Rio de Janeiro e São Paulo, o primeiro deste tipo na América Latina, informou nesta segunda-feira a Agência Nacional de Transportes Terrestres (ANTT).

As empresas ou consórcios interessados no projeto, que tem um custo previsto de R$ 33,1 bilhões, precisavam entregar suas propostas entre 9h e 14h (de Brasília) de hoje. Devido à ausência de propostas, o governo terá que remarcar o leilão, que estava previsto para o próximo dia 29.

O diretor geral da ANTT, Bernardo Figueiredo, deverá manifestar ainda hoje sua posição sobre a falta de propostas e explicar os próximos passos no processo, informaram fontes da agência reguladora.

A Câmara dos Deputados aprovou em abril o projeto de lei que autoriza os bancos estatais a financiar o consórcio vencedor em até R$ 20 bilhões, o equivalente a 60% do custo da obra.

A licitação, que inicialmente estava prevista para 16 de dezembro de 2010, foi adiada para 29 de abril deste ano porque apenas um consórcio, liderado por uma empresa da Coreia do Sul, admitiu ter os documentos prontos. O processo sofreu depois um segundo adiamento, para o dia 29 de julho, devido aos pedidos das empresas para contar com mais tempo para a negociação de consórcios.

O fracasso da primeira licitação aumenta as dúvidas se o trem de alta velocidade entre as duas maiores cidades do país estará pronto antes dos Jogos Olímpicos de 2016. O projeto original previa o início das operações do trem antes da Copa do Mundo de 2014.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.

    Pesquise as licitações no seu segmento agora

    Preencha seus dados para concluir a pesquisa

    Confira quantas oportunidades de venda existem no momento.
    Digite nome, e-mail e telefone para ver os resultados.





    Oportunidades de negócio esperando por você

    Aproveite o nosso período de teste gratuito e tenha sucesso no mercado de licitações.

    Licitações e dispensas