Segurança pública anuncia pacotaço contra o crime

Sespe vai alugar 200 veículos para as polícias atuarem em Curitiba e Região Metropolitana
A Secretaria da Segurança Pública e Administração Penitenciária do Paraná (Sesp-PR) prepara um pacote de medidas para reduzir os índices de crimes patrimoniais como furto e roubo. Entre as iniciativas está o reforço de 200 viaturas da Polícia Militar em Curitiba e na Região Metropolitana para o trabalho ostensivo de patrulhamento em locais e horários com maior incidência criminal.
No ano passado, a Capital registrou aumento dos casos de crimes patrimoniais, que passaram de 89.550 em 2014 para 90.967 no ano passado, 1,4 mil casos a mais, ou uma diferença de 1,58%. Pode parecer pouco, mas nos últimos anos esse tipo de registro tinha queda. Já a quantidade de roubos consumados na Capital também aumentou, indo de 30.070 ocorrências em 2014 para quase 33 mil em 2015.
“Este pacote de medidas será uma resposta da Segurança Pública ao aumento dos registros de roubo no Paraná. Inicialmente, este plano vai ser colocado em prática em Curitiba e Região Metropolitana e, numa segunda fase, ampliado para as cidades do interior do Paraná”, explicou o secretário da Segurança Pública, Wagner Mesquita.
O secretário explica que as viaturas serão alugadas. “A opção por alugar as 200 viaturas ao invés de comprá-las se deu por questões econômicas e de manutenção. Uma viatura da PM que faz o patrulhamento diário nas ruas de Curitiba, por exemplo, chega a rodar até 10 mil quilômetros por mês, precisa de manutenção constante e tem sua vida útil abreviada”, disse. Mesquita acrescentou que, com a locação, o custo é inferior ao da aquisição e a qualquer momento, seja por problemas ou manutenção, o carro será imediatamente substituído sem comprometer o trabalho de policiamento nas ruas.
A licitação para o aluguel das 200 novas viaturas deve ser lançada nos próximos dias, com custo máximo de cerca de R$ 11 milhões por ano — valor que pode ser reduzido já que a modalidade do processo licitatório é a de menor preço. “Além dos carros, vamos equipar nossas unidades especiais das polícias comprando armas longas e pistolas Glock – armas usadas pela Polícia Federal e também pelo FBI”, disse Mesquita, ao detalhar algumas medidas do pacote.
As estatísticas oficiais de crimes patrimoniais referentes ao ano de 2015, estão disponíveis no site da Pasta.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.

    Pesquise as licitações no seu segmento agora

    Preencha seus dados para concluir a pesquisa

    Confira quantas oportunidades de venda existem no momento.
    Digite nome, e-mail e telefone para ver os resultados.





    Oportunidades de negócio esperando por você

    Aproveite o nosso período de teste gratuito e tenha sucesso no mercado de licitações.

    Licitações e dispensas