Ruas do Rio vão ganhar 400 novas câmeras

Luiz Ernesto Magalhães

RIO – A prefeitura abriu nesta quinta-feira licitação para implantar 400 novas câmeras que serão controladas a partir de uma central de monitoramento, a ser construída no quartel-general da Guarda Municipal, em São Cristóvão. Os equipamentos serão usados para ajudar no controle urbano, no monitoramento do trânsito e na segurança pública. A previsão do secretário-chefe da Casa Civil, Pedro Paulo Carvalho Teixeira, é que as câmeras comecem a ser instaladas até o fim do ano pela Zona Sul, que terá um total de cem aparelhos:

– Os novos equipamentos fazem parte do embrião de um projeto, que chamamos de Cidade Inteligente. Temos um plano de implantar no futuro até duas mil câmeras de monitoramento no Rio, numa parceria público-privada. Para isso, usaríamos parte da arrecadação da prefeitura com as multas de trânsito.

(Conheça todos os locais onde as câmeras serão instaladas)

Entre os pontos que receberão as novas câmeras, estão Avenida Borges de Medeiros com Rua Saturnino de Brito; Avenida Epitácio Pessoa, na altura do Corte de Cantagalo; e Avenida Niemeyer, em frente ao acesso à Favela do Vidigal. Somente na Avenida Atlântica, estão previstas cinco delas nos cruzamentos com as ruas Constante Ramos, Anchieta, República do Peru, Siqueira Campos e Miguel Lemos. Na Barra e no Recreio, serão instaladas 25 novas câmeras – dez delas na Avenida das Américas.
Custo de implantação do sistema é de R$ 16 milhões

No Centro, também serão instaladas 25 câmeras. Campo Grande e Santa Cruz terão 60 novos aparelhos (incluindo trechos da Avenida Brasil), mesma quantidade reservada para os bairros da Tijuca, de Vila Isabel e para a Estrada Grajaú-Jacarepaguá. Os 130 equipamentos restantes seriam usados em outros bairros da Zona Norte e em ruas de Jacarepaguá.

O custo para implantar o sistema é estimado em R$ 16 milhões. Os recursos virão do Programa Nacional de Segurança com Cidadania (Pronasci), do Ministério da Justiça. As novas câmeras são mais modernas que os aparelhos da CET-Rio, que continuarão em operação. O novo sistema permite que as imagens fiquem em gravação contínua, podendo ficar armazenadas por 30 dias.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.

    Pesquise as licitações no seu segmento agora

    Preencha seus dados para concluir a pesquisa

    Confira quantas oportunidades de venda existem no momento.
    Digite nome, e-mail e telefone para ver os resultados.





    Oportunidades de negócio esperando por você

    Aproveite o nosso período de teste gratuito e tenha sucesso no mercado de licitações.

    Licitações e dispensas