Rua é fechada em Barbacena contra aumento da passagem de ônibus

Moradores colocaram galhos e pneus na Rua Frei Orlando no Monte Mário. Mudança do transporte público segue exigências legais, disse Prefeitura.

Cerca de trinta moradores do Bairro Monte Mário, em Barbacena, no Campo das Vertentes, continuam em protesto nesta segunda-feira (4). Segundo a Polícia Militar (PM), a manifestação ocorre devido ao aumento da passagem de ônibus de transporte coletivo que entrou em vigor neste domingo (3), passando de R$ 2,20 para R$ 2,45. Os moradores colocaram barricadas na Rua Frei Orlando, com pneus e galhos, impedindo a passagem de veículos.
A mudança no transporte coletivo ocorreu após licitação do transporte público, realizada pela primeira vez na cidade e obedecendo o que está previsto na Constituição Federal. O G1 aguarda posicionamento da empresa Cidade das Rosas, vencedora da licitação, sobre as reclamações dos manifestantes. Segundo o secretário de comunicação da Prefeitura de Barbacena, Gilmar Serafim, a mudança segue exigências legais.
De acordo com o Boletim de Ocorrência (BO), o protesto começou na manhã deste domingo (3), por volta das 6 horas. A PM foi acionada pelo motorista da empresa de ônibus, de 48 anos, que foi impedido de passar pela rua próximo à Praça Queridinha Bias Fortes. Cerca de 70 pessoas fechavam a via. Segundo BO, uma manifestante relatou que o protesto era pacífico contra o aumento da passagem de ônibus urbano. Os manifestantes também reivindicavam retorno da empresa Gomes Turismo, que fazia a linha no bairro antes da licitação. Eles reclamavam que a atual empresa faz horários diferentes dos prestados pela outra firma e que não atendia os cadeirantes. A via foi liberada por volta das 18h40. A PM acompanhou o protesto e informou que não foram registrados incidentes.
Na manhã desta segunda-feira, às 6h, os moradores voltaram a fechar a via com pneus e galhos. Segundo a PM, a previsão é de que a manifestação acabe às 23h e de que novas ações estão previstas para esta terça-feira (5). Ainda de acordo com a PM, apesar do fechamento da principal rua do bairro, o trânsito não está comprometido porque há vias alternativas na região.
O G1 tentou localizar os manifestantes, mas não conseguiu contatos telefônicos. A reportagem também solicitou posicionamento da empresa Cidade das Rosas sobre as reclamações e aguarda retorno.
O secretário de comunicação da Prefeitura de Barbacena, Gilmar Serafim, informou que a licitação do transporte público ocorreu há 15 dias, seguindo exigências legais. “A mudança ocorreu dentro do prazo normal. O transporte público em Barbacena funcionava por meio de concessão, contrariando a legislação”, esclareceu. Ainda segundo Gilmar Serafim, saiu como vencedora da licitação a empresa que cumpriu todas as obrigações apresentadas pela Prefeitura. E ainda segundo o secretário de comunicação, venceu a empresa que apresentou menor tarifa para o serviço. “Os moradores serão mais contemplados com o novo sistema. A empresa que ganhou tem muitas obrigações, inclusive de disponibilizar mais horários. As ruas que não passam ônibus vão ter que colocar micro-ônibus e vans. Todo veículo têm que ter acessibilidade, há controle de horários para evitar atrasos”, detalhou.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.

    Pesquise as licitações no seu segmento agora

    Preencha seus dados para concluir a pesquisa

    Confira quantas oportunidades de venda existem no momento.
    Digite nome, e-mail e telefone para ver os resultados.





    Oportunidades de negócio esperando por você

    Aproveite o nosso período de teste gratuito e tenha sucesso no mercado de licitações.

    Licitações e dispensas