Rodovia ERS-239 segue perigosa e à espera de melhorias.

Nenhuma obra está em andamento, e motoristas seguem com dificuldades.

Claucia Ferreira/ Da Redação

Taquara – O fim do ano está aí. A temporada de férias está chegando e o fluxo de veículos na ERS-239 deve aumentar porque a rodovia é uma das alternativas de itinerário para chegar ao litoral norte. Mas engana-se quem pensa que dirigir pela estrada é fácil. A ERS-239 é uma pista irregular e com buracos em alguns trechos, por isso autoridades recomendam evitar ultrapassagens perigosas. Em meados de setembro, o Departamento Autônomo de Estradas de Rodagem (Daer) realizou uma operação tapa-buracos provisória e garantiu que a estrada receberia trabalhos de recuperação até o final do ano. Até o momento, porém, nenhuma obra está em andamento na rodovia e motoristas seguem com dificuldades em transitar pelo local.

Conforme o Daer, no dia 9 de dezembro foram recebidas as propostas para a licitação da empresa que irá executar os serviços de recuperação de rodovias do Estado, entre elas, a ERS-239. Serão investidos mais de R$ 350 milhões na recuperação das estradas dos lotes do Programa Emergencial de Recuperação de Rodovias, que também contempla novas sinalizações. Ao todo, são 19,42 quilômetros que precisam urgentemente de reparação na ERS-239.

O Daer afirma que o processo de licitação já está em andamento, com um consórcio habilitado. Ontem encerrou-se o prazo para recursos. Não havendo nenhuma contestação, a Central de Compras do Estado marcará a data da abertura das propostas. Após análise, julgamento e homologação da licitação, o processo será encaminhado para o Daer, que agilizará a contratação da empresa vencedora. As obras iniciarão, segundo o órgão, logo que seja concluída a licitação e assinado o contrato.

O vendedor Rogério dos Santos Goulart, 39 anos, comentou que a rodovia é perigosa porque além que ter buracos ao longo do trajeto, é mal sinalizada. “Durante o dia a gente ainda consegue ter um pouco mais de atenção, mas à noite é pior. Não tem muita iluminação e quase não vemos sinalizações”, diz. Para ele, outro problema da estrada é a situação do acostamento.

Foto: Claucia Ferreira

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

    Pesquise as licitações no seu segmento agora

    Preencha seus dados para concluir a pesquisa

    Confira quantas oportunidades de venda existem no momento.
    Digite nome, e-mail e telefone para ver os resultados.





    Oportunidades de negócio esperando por você

    Aproveite o nosso período de teste gratuito e tenha sucesso no mercado de licitações.

    Licitações e dispensas