Réveillon 2010 custou mais de R$ 4,8 milhões.

Mesmo com realização de procedimento licitatório, festa deste ano teve despesa total superior à de 2009

A Prefeitura Municipal de Fortaleza gastou R$ 4.814.743,70 com o Réveillon 2009/2010 realizado no Aterro da Praia de Iracema e nos polos de lazer dos bairros de Messejana, Barra do Ceará e Conjunto Ceará, semana passada. Os dados dos cachês dos artistas e das empresas contratadas para organização do evento foram publicados na edição do Diário Oficial do Município (DOM) de 29 de dezembro de 2009.

Diferentemente da penúltima festa, quando esta foi feita através de dispensa de licitação para contratação da empresa para organização do evento, devido à proximidade com a festa e a impossibilidade de concluir a licitação, este ano a administração conseguiu terminar o processo licitatório tanto para tal finalidade como também para compra de fogos de artifício.

Custos

Dos R$ 4,8 milhões empenhados na última festa, R$ 1.788.850,00 foram para a empresa Pazini Som, Luz e Festas na prestação de serviços de planejamento, organização e viabilização de infraestrutura. Já R$ 648.500,00 foram disponibilizados à Arte e Fogos Promoções Ltda para o espetáculo pirotécnico que ocorreu semana passada. A previsão dada pela Prefeitura era de que o custo total da festa seria de R$ 4,5 milhões.

O último Réveillon foi o maior em termos de gastos, superando inclusive a festa do ano passado cujo custo foi de R$ 4,7 milhões. O cachê mais caro do evento 2009/2010 foi do cantor Zeca Pagodinho e banda. O montante para que o intérprete carioca e sua equipe tocassem na festa foi de R$ 836.000,00. Tal cifra foi para, além do cachê, passagens aéreas Rio de Janeiro/Fortaleza/Rio de Janeiro, excesso de bagagem, hospedagem, traslado local e mesas digitais de sonorização.

O segundo cachê mais caro foi pago aos artistas Dado Villa Lobos e Marcelo Bonfá, ex-integrantes da banda Legião Urbana. Para os músicos e equipe, o montante total foi de R$ 450.000,00 em despesas como 30 passagens aéreas (22 nacionais no trecho Rio de Janeiro/Fortaleza/Rio de Janeiro e 8 internacionais Montevidéu/Fortaleza/Montevidéu), hospedagem nos hotéis Gran Marquise Meliá e Holiday Inn, transporte e aluguel de estúdio para os ensaios do show.

Já o show da cantora Margareth Menezes e sua banda saiu por R$ 417.706,80. Além do cachê, tal montante foi disponibilizado para 28 passagens aéreas no trecho Salvador/Fortaleza/Salvador, três vans tipo luxo para o grupo, um caminhão baú para transportar os equipamentos musicais, excesso de bagagem de 1.600 kg. Além disso, Menezes também fez a exigência de que não será permitida utilização de imagens e voz da artista, em qualquer material publicitário, sem que seja expressamente autorizada pela produção da artista. Apesar do custo total da festa ter sido praticamente o mesmo em relação ao Réveillon 2008/2009, os gastos com artistas locais para tocar nos bairros de Messejana, Barra do Ceará e Conjunto Ceará cresceram significativamente, passando de R$ 166 mil para R$ 354.371,00. O maior cachê das nove atrações que tocaram nos três bairros foi para Chico Pessoa, R$ 51.852,00.

A banda local que apresentou o maior cachê foi o Forró do Muído. Contratada para fazer sua apresentação no Aterro da Praia de Iracema, o grupo recebeu um total de R$ 240.963,85. Além do cachê, tal custo foi despendido para despesa com painel LED, iluminação, transporte, alimentação e encargos.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

    Pesquise as licitações no seu segmento agora

    Preencha seus dados para concluir a pesquisa

    Confira quantas oportunidades de venda existem no momento.
    Digite nome, e-mail e telefone para ver os resultados.





    Oportunidades de negócio esperando por você

    Aproveite o nosso período de teste gratuito e tenha sucesso no mercado de licitações.

    Licitações e dispensas