Ressaca danifica calçadão.

Ressacas recentes agravam a situação da infraestrutura danificada do calçadão da Beira-Mar que ainda aguarda obras

As tradicionais ressacas de janeiro têm agravado a situação do calçadão da Avenida Beira Mar. As obras de reforma iniciadas na Praia de Iracema, no trecho do aterro até o início da via, aumentam o contraste com a falta de conservação dos bancos localizados em frente ao antigo Hotel Esplanada. Em alguns pontos, pedaços dos assentos foram arrancados, impedindo o uso por coopistas e pedestres.

Para o analista de sistemas Rosendo Fernandes da Silva, o problema já é antigo e mostra a falta de preocupação com a preservação daquele espaço. “Essa deterioração é resultado apenas da falta de cuidado por parte do poder público”, completou.

PROJETO – Existe a perspectiva de mudança a partir do Concurso de Ideias para o Reordenamento e Reurbanização da Beira-mar, promovido pelo Instituto de Arquitetos do Brasil – Departamento do Ceará(IAB-CE) em parceria com a Prefeitura de Fortaleza, que teve seu resultado divulgado recentemente.

O projeto prevê a criação de espaços diferenciados para pedestres, coopistas, skatistas e ciclistas. A intervenção deve contar, ainda, de uma nova estrutura para a Feirinha de Artesanato do Náutico além de outras ações que compreendem o trecho da avenida Rui Barbosa até o Mercado dos Peixes, numa extensão de quase quatro quilômetros.

Mas toda a possível mudança de cenário num dos principais pontos turísticos da cidade de Fortaleza ainda deve demorar para acontecer. De acordo com o diretor do IAB-CE, Rocha Júnior, o projeto vencedor do concurso apresenta um estudo preliminar para essas mudanças.

O projeto arquitetônico e executivo, no entanto, será uma etapa posterior do trabalho. Segundo a secretária de Turismo de Fortaleza, Patrícia Aguiar, a previsão é de que entre abril e maio o projeto esteja finalizado.

Em seguida é que haverá a abertura de licitação internacional por conta do valor da obra e da origem dos recursos, que envolve o município, Governo Federal via Ministério do Turismo e da Corporação Andina de Fomento (CAF). E será um ano eleitoral, onde este processo tende a emperrar.

A concepção do concurso buscou preservar as características da Beira-mar, valorizando os espaços de convivência.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

    Pesquise as licitações no seu segmento agora

    Preencha seus dados para concluir a pesquisa

    Confira quantas oportunidades de venda existem no momento.
    Digite nome, e-mail e telefone para ver os resultados.





    Oportunidades de negócio esperando por você

    Aproveite o nosso período de teste gratuito e tenha sucesso no mercado de licitações.

    Licitações e dispensas