Repasse depois da enchente viabiliza melhorias na saúde

A Prefeitura de Vera Cruz iniciou as obras de melhoria nos centros de saúde, viabilizadas pelo repasse de R$ 210 mil do governo do Estado em virtude da enchente de janeiro do ano passado. A verba está sendo empregada na reforma do posto odontológico. Ainda com a licitação em fase de tramitação para a execução dos serviços, também serão restruturados os postos de saúde em Vila Progresso e no Centro, além do plantão de urgência e emergência. Os serviços atendem às exigências legais da Vigilância Sanitária. A conclusão de todo trabalho tem prazo para junho.

No local onde acontecem apenas procedimentos odontológicos está sendo feita a recuperação do telhado, a troca de piso e a colocação de janelas. Também haverá pintura no prédio e adequação do espaço a fim de possibilitar a instalação de mais um consultório. No posto de saúde central serão construídos muro e calçada. A revitalização da fachada e da parte interna beneficiará a Secretaria de Saúde, que funciona em anexo e deixará o ambiente pronto para receber o Centro Materno Infantil (CMI). A implantação, prevista para os próximos meses, tem como público-alvo crianças e gestantes.

Em Vila Progresso, será efetuada a compra de aparelhos para uso da equipe técnica em saúde bucal e a maquiagem da estrutura física. O plantão de urgência e emergência, dentro do Hospital Vera Cruz (HVC), receberá novo revestimento, pintura e forro. Além dos avanços em restaurações, os investimentos contemplam a aquisição de suprimentos em informática para diversos setores, com o objetivo de trazer mais agilidade e melhora na prestação do serviço.

Para a secretária de Saúde em exercício, Aládia Inês de Oliveira, a empreitada possibilita a oferta de mais comodidade, bem-estar e condições aos usuários no acolhimento. Ela enfatiza a instalação de mais uma clínica dentária como a concretização de um anseio de anos. Outro motivo de destaque é a futura implantação do CMI.

Do montante recebido pela Prefeitura, R$ 36 mil serão cedidos à Fundação de Saúde Dr. Jacob Blész, órgão mantenedor do hospital. Conforme o diretor financeiro da instituição, Gilson Jaeger, o recurso será investido na substituição de toda a rede elétrica. A fiação, instalada na década de 60, não acompanha mais o acúmulo de energia gerada.

Comentários

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.

    Pesquise as licitações no seu segmento agora

    Preencha seus dados para concluir a pesquisa

    Confira quantas oportunidades de venda existem no momento.
    Digite nome, e-mail e telefone para ver os resultados.





    Oportunidades de negócio esperando por você

    Aproveite o nosso período de teste gratuito e tenha sucesso no mercado de licitações.

    Licitações e dispensas