Recursos obtidos por André para estradas rurais beneficiam mais um município

Campo Grande (MS) – Os R$ 5 milhões viabilizados esta semana pelo governo do Estado junto ao Ministério da Agricultura, Pecuária e Abastecimento (Mapa) para ajudar municípios a recuperarem estradas rurais comprometidas pelas fortes chuvas terão acréscimo de R$ 250 mil. O novo montante será destinado a Rochedo, que não constava na primeira relação de beneficiados.

Os recursos, entre R$ 250 mil e R$ 400 mil por município, serão utilizados pelas prefeituras nas ações de melhoria das condições de tráfego nas vias que servem ao escoamento da safra agrícola. O dinheiro será repassado através do Programa de Apoio ao Desenvolvimento do Setor Agropecuário (Prodesa), que objetiva viabilizar infraestrutura às comunidades rurais para fomentar o setor de produção. Todas os municípios já entregaram no dia 5 os plano de aplicação de recursos e a documentação para viabilizar o repasse dos recursos, que será feita através da Caixa Econômica Federal diretamente às prefeituras.

O montante autorizado para Mato Grosso do Sul é parte dos R$ 70 milhões que a Presidência da República autorizou ao Mapa como crédito suplementar, com a edição da Medida Provisória nº 480, no dia 26 de janeiro.

A mesma MP tem valor global de R$ 1.374.057.000,00, incluindo valores para o Ministério da Integração Nacional onde o Estado continua pleiteando recursos para auxílio aos municípios. Ontem (10), Puccinelli conseguiu aprovar o empenho da solicitação referente a Novo Horizonte do Sul, de R$ 15 milhões.

Estradas da produção

Em função de parte dos impactos nas cidades afetadas pelas fortes chuvas em Mato Grosso do Sul ter ocorrido na área rural e comprometido regiões produtoras, o governador André Puccinelli fez a solicitação ao ministro Reinhold Stephanes para a inclusão dessas localidades no programa de apoio ao setor rural. Além de comprovar o comprometimento de estradas e pontes, o governador reforçou na articulação a necessidade de recursos em curto prazo, devido ao período de escoamento da safra agrícola.

O dinheiro já está assegurado e o Ministério da Agricultura vai viabilizar os repasses diretamente a cada Prefeitura. A maioria dos municípios vai empregar o dinheiro diretamente nas obras de melhoria, e alguns especificaram no plano a opção por compra de máquina. As cidades contempladas são: Anastácio (R$ 250 mil); Anaurilândia (R$ 300 mil); Antônio João (R$ 250 mil); Aquidauana (R$ 300 mil); Batayporã (R$ 250 mil); Bodoquena (R$ 250 mil); Coxim (R$ 250 mil); Deodápolis (R$ 250 mil); Dourados (400 mil); Glória de Dourados (R$ 250 mil); Inocência (R$ 300 mil); Ivinhema (R$ 250 mil); Jateí (R$ 250 mil); Miranda (R$ 300 mil); Novo Horizonte do Sul (R$ 300 mil); Sidrolândia (R$ 300 mil); R$ Vicentina (R$ 250 mil); Cassilândia (R$ 300 mil) e Rochedo (R$ 250 mil).

Prefeitos comemoram

Os municípios que tiveram aprovados os pedidos de recursos do Ministério da Agricultura já vislumbram a melhoria das estradas vicinais que foram afetadas pelas fortes chuvas. O prefeito de Aquidauana, Fauzi Suleiman, diz que a intenção da prefeitura é adquirir dois caminhões basculantes. Já em Anastácio, o prefeito Cláudio Valério informa que vai construir duas pontes e executar reparos em na rodovia vicinal Aquidauana/Pulador. Marcos Benedetti Hermenegildo, de Vicentina, planeja recuperar 45 km dos 117 quilômetros de rodovias vicinais: “Já estamos com equipes mexendo na conservação, mas também vamos cascalhar esse trecho de 45 quilômetros”.

O prefeito de Ivinhema, Renato Câmara, sinaliza que pretende adquirir uma pá-carregadeira, com contrapartida do município de R$ 90 mil, para executar os serviços de manutenção. A mesma intenção tem o prefeito de Cassilândia, Carlos Augusto da Silva. Jun Iti Hada, prefeito de Bodoquena, vai utilizar os recursos somados a uma contrapartida de R$ 110 mil para aquisição de uma escavadeira.

No início da semana, com a confirmação dos recursos do Mapa, o prefeito de Novo Horizonte do Sul, um dos municípios mais afetados pela chuva, Marcílio Álvaro Benedito, já planejava algumas ações, tendo como base a extensão dos danos. “São vinte pontos críticos, além de galerias e tubulações que precisam ser refeitas”. Nesta quinta-feira (11), ao receber do governador a comunicação sobre a liberação de valor ainda maior – os R$ 15 milhões do Ministério da Integração – disse que está aliviado e satisfeito em poder dar a resposta que a população espera sobre a recuperação do município, principalmente porque os transportes da safra agrícola e escolar estão prejudicados. “A maior dificuldade nossa é a safra, que está parada. As aulas nas nossas escolas começaram agora no dia 1º de março, mas ainda não está 100%, porque têm alunos que não estamos conseguindo levar”, relata. “Agora ficamos bem mais tranqüilos. Quanto mais rápido recuperar, melhor”.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.

    Pesquise as licitações no seu segmento agora

    Preencha seus dados para concluir a pesquisa

    Confira quantas oportunidades de venda existem no momento.
    Digite nome, e-mail e telefone para ver os resultados.





    Oportunidades de negócio esperando por você

    Aproveite o nosso período de teste gratuito e tenha sucesso no mercado de licitações.

    Licitações e dispensas