Recursos administrativos suspendem licitação do Aquário do Pantanal, obra de R$ 80 mi

Valdelice Bonifácio

Aviso da Agesul (Agência Estadual de Gestão de Empreendimentos) publicado nesta segunda-feira (27) em Diário Oficial suspende a licitação para a construção do prédio do Centro de Pesquisa e de Reabilitação da Ictiofauna Pantaneira, o Aquário do Pantanal. A reunião entre as empresas e a comissão julgadora seria realizada na quarta-feira, dia 29, às 9 horas. Mas, está sendo suspensa por força de recursos administrativos interpostos. A obra é orçada em R$ 80 milhões e o governo quer começar construção em março de 2011.
A reportagem do Midiamax já entrou em contato com o governo do Estado, mas até a publicação desta matéria não havia qualquer detalhe sobre os recursos administrativos interpostos. Não há ainda nova data prevista para a licitação da obra.

A primeira data para que as empresas comprovassem estar habilitadas para o julgamento das propostas era 16 de dezembro. Mas, como todas as cinco concorrentes foram consideradas inabilitadas, a Agesul ampliou o prazo em oito dias para que as empresas comprovassem as exigências previstas no edital referentes à habilitação.

Na quarta-feira, somente as empresas habilitadas teriam as propostas abertas e analisadas. Em caso de nova inabilidade de todas as correntes, o governo teria que abrir nova concorrência.

Conforme a Agesul, disputam a licitação a Egelte Engenharia Ltda, UNI Engenharia e Comércio Ltda, Consórcio Azevedo & Travassos – DM, constituído pelas empresas DM Construtora de Obras Ltda e Azevedo e Travassos S/A, Construtora Celi Ltda e a MPD Engenharia Ltda.

Ainda de acordo com a Agesul, algumas empresas deixaram de cumprir alguns itens, entre eles a exigência de um biólogo ou oceanógrafo e medidas de estacas (fundações de edificações) exigidas no edital para a construção do Aquário.

O Aquário do Pantanal

O Aquário do Pantanal foi anunciado em outubro de 2009 pelo governador André Puccinelli (PMDB) com uma das obras emblemáticas do MS Forte, um conjunto de ações para o desenvolvimento do Estado.

A obra será construída no Parque das Nações Indígenas e terá 18.636 metros quadrados. O arquiteto Ruy Othake assina a obra.

O aquário de água doce terá 6 milhões de litros de água, 263 espécies e 7.000 animais. O local deve entrar em operação no início de 2012 e terá capacidade para receber 20 mil visitantes por dia.

O espaço irá abrigar um centro de conferências, laboratórios e biblioteca para livros e teses sobre o Pantanal, instalações que foram desenhadas lado a lado com os 25 tanques de peixes, jacarés, sucuris, entre outras espécies.

Além do ambiente interno, que inclui um túnel de 180 graus, o aquário terá cinco tanques externos, que poderão ser percorridos a pé ou em um trajeto aquaviário em barco com fundo de vidro.

O projeto apresenta uma estrutura de 90 metros de comprimento e 18 de altura. O prédio possuirá um amplo saguão, equipado com banheiros, setor de informações, auditório para 250 pessoas, restaurante, lanchonete, biblioteca e bancada de interação, entre outros detalhes.

Escadas rolantes, comuns e elevadores próprios para portadores de necessidades especiais levam o visitante aos tanques e a um ambiente especial para as sucuris. Nos ambientes externos, ficarão plantas nativas do Pantanal, jacarés, ariranhas e lontras, entre outros animais. Com informações da assessoria da Agesul.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

    Pesquise as licitações no seu segmento agora

    Preencha seus dados para concluir a pesquisa

    Confira quantas oportunidades de venda existem no momento.
    Digite nome, e-mail e telefone para ver os resultados.





    Oportunidades de negócio esperando por você

    Aproveite o nosso período de teste gratuito e tenha sucesso no mercado de licitações.

    Licitações e dispensas