Programa atenderá 9,2 mil famílias.

Mogi terá R$ 705 milhões em investimentos no programa federal Minha Casa, Minha Vida, que também tem parceria com a Prefeitura

Júlia Guimarães
Da reportagem local

Mogi das Cruzes terá, até 2011, mais de 30 novos empreendimentos imobiliários que beneficiarão aproximadamente 9.200 famílias por meio de financiamentos do programa federal Minha Casa, Minha Vida. As obras vão reduzir em mais de 25% o déficit habitacional e exigirão investimento total de aproximadamente R$ 705 milhões. A cifra milionária é bastante expressiva, uma vez que é bem maior do que todo o orçamento municipal de 2009, de R$ 543 milhões, e pouco menos do que a receita prevista para o próximo ano, de R$ 745 milhões.

Ao todo, Mogi tem 32 empreendimentos privados em andamento – entre contratos já assinados e projetos em fase de análise pela Caixa Econômica Federal e pela Prefeitura. Além disso, ainda devem ser construídos outros quatro, que serão erguidos em áreas municipais nos bairros Vila Brasileira, Vila Nova Aparecida, Conjunto do Bosque e Conjunto Jefferson. Estes últimos necessitarão de abertura de licitação para definição das construtoras em face da doação dos terrenos públicos e deverão beneficiar cerca de mil famílias.

Do total de empreendimentos previstos, 12 já tiveram os contratos assinados, sendo que um deles, em Jundiapeba, já foi entregue. Os contratos assinados somam 3.240 unidades e um investimento total de R$ 191,44 milhões. O restante ainda está em análise pela Caixa Econômica Federal e pela Prefeitura, sendo que o Executivo municipal já aprovou três deles. Juntos, todos os empreendimentos previstos beneficiarão 9.268 famílias e diminuirão em mais de 25% o déficit habitacional da cidade, uma vez que 37 mil pessoas foram regularmente inscritas no programa Minha Casa, Minha Vida em Mogi.

O prefeito Marco Aurélio Bertaiolli comentou os números e lembrou que o valor total de investimentos previstos (R$ 705,49 milhões) chega perto do valor do orçamento que Mogi terá em 2010. “O mesmo valor de todo o recurso que a Prefeitura terá para investir em saúde, educação, transportes e todas as outras áreas, a cidade vai ganhar em investimentos para construção dos empreendimentos do programa Minha Casa, Minha Vida”.

Esforço
Embora o programa Minha Casa, Minha Vida seja do governo federal, a Prefeitura de Mogi tem feito um esforço importante para atrair os investimentos para a cidade. Além da doação das áreas, o Executivo aprovou uma lei municipal que concede isenção de taxas e impostos aos empreendimentos. Os projetos destinados à população com renda de até três salários mínimos terão desconto de 100% dos impostos, entre três e seis salários o desconto será de 50% e entre seis e dez, o abatimento é de 25%.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

    Pesquise as licitações no seu segmento agora

    Preencha seus dados para concluir a pesquisa

    Confira quantas oportunidades de venda existem no momento.
    Digite nome, e-mail e telefone para ver os resultados.





    Oportunidades de negócio esperando por você

    Aproveite o nosso período de teste gratuito e tenha sucesso no mercado de licitações.

    Licitações e dispensas