Primeira licitação para exploração do pré-sal será em novembro.

SÃO PAULO – A primeira licitação de “árvores-de-natal” para o pré-sal deverá receber proposta de três empresas participantes, na segunda semana de novembro. A norte-americana Cameron, maior fornecedora de equipamentos, sistemas e serviços para a indústria de petróleo e gás no mundo, deve entregar seu envelope no dia 9 de novembro.

“Trata-se de uma demanda piloto, em que os preços dos equipamentos ainda estão sendo estabelecidos”, explica Ricardo Seixas, diretor de Vendas e de Marketing da Cameron no Brasil. “As árvores-de-natal para o pré-sal são mais robustas que as normais.”

Recentemente, a Cameron firmou um acordo para o fornecimento de 138 “árvores-de-natal” submarinas e ferramentas relacionadas à exploração de petróleo em alto-mar para a Petrobras. O valor do acordo, de acordo com a empresa, é de cerca de US$ 500 milhões e prevê a entrega de 111 unidades a partir do início de 2011, que serão instaladas nos campos localizados na Bacia de Campos (RJ), do Espírito Santo e de Santos (SP). Segundo Seixas, “é o maior pedido desse tipo do mundo”.

A Cameron possui três plantas no Brasil, sendo uma fábrica em Taubaté, interior de São Paulo, um centro de serviços de instalação e manutenção em Macaé (RJ), além do escritório central na capital fluminense. “Toda a nossa produção possui entre 70% e 80% de conteúdo local, atendendo às especificações da ANP [Agência Nacional do Petróleo]”, explica Seixas. “Entregaremos, em média, 35 unidades por ano.”

O CEO mundial da empresa, Jack B. Moore, declarou, em nota, que “estamos satisfeitos por ter a oportunidade de construir a nossa história como um dos principais fornecedores de equipamentos e serviços no mercado brasileiro, e estamos ansiosos para continuar a apoiar a evolução da Petrobras e os nossos investimentos em curso no Brasil”.

Em agosto, a Cameron já havia revisto sua previsão de crescimento para o ano, em função do aumento da demanda por sistemas submarinos, especialmente por parte da Petrobras, bem como da Chevron, para instalações no Golfo do México.

A empresa possui US$ 5 bilhões de pedidos em carteira e conta com mais de 16 mil funcionários em 250 localidades ao redor do mundo. Sediada em Austin, no estado do Texas, obtém quase 70% de seus negócios fora dos Estados Unidos.

Procurada pela reportagem, a Petrobras enviou nota afirmando que “não divulga informações sobre contratos de serviços por se tratar de informação estratégica”.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.

    Pesquise as licitações no seu segmento agora

    Preencha seus dados para concluir a pesquisa

    Confira quantas oportunidades de venda existem no momento.
    Digite nome, e-mail e telefone para ver os resultados.





    Oportunidades de negócio esperando por você

    Aproveite o nosso período de teste gratuito e tenha sucesso no mercado de licitações.

    Licitações e dispensas