Pregão eletrônico passa a ser obrigatório no RS

A Assembleia Legislativa do Rio Grande do Sul aprovou na terça-feira, 02, um projeto de lei que torna obrigatória a utilização do pregão eletrônico nos processos de compra de bens e serviços da administração pública estadual.

Gláucia Civa

O pregão, onde quem vence a concorrência é a empresa que oferece o menor preço pela prestação de um serviço ou venda de um produto, já é usado pelo governo federal, que só em 2008 estima ter obtido uma economia em torno de R$ 3,6 bilhões com este modelo de aquisição.

No estado, a modalidade já era utilizada em alguns setores, proporcionando uma redução de despesas de 45,3% no ano passado.

Segundo o deputado Nelson Marchezan Júnior, autor do projeto de lei, o pregão eletrônico também garante transparência aos processos de aquisição de bens e serviços.

“Os nomes dos produtos e dos fornecedores estão disponíveis na internet e as operações podem ser conferidas por qualquer cidadão”, destaca ele.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.

    Pesquise as licitações no seu segmento agora

    Preencha seus dados para concluir a pesquisa

    Confira quantas oportunidades de venda existem no momento.
    Digite nome, e-mail e telefone para ver os resultados.





    Oportunidades de negócio esperando por você

    Aproveite o nosso período de teste gratuito e tenha sucesso no mercado de licitações.

    Licitações e dispensas