Prefeitura vai pagar R$ 26 milhões para empresa administrar garis

Manaus – Por volta da primeira semana de janeiro de 2011, a Prefeitura de Manaus, por meio da Secretaria Municipal de Limpeza e Serviços Públicos (Semulsp), irá lançar edital para contratação de uma empresa responsável pelo recrutamento e administração de mil novos garis para a cidade. O valor do contrato está estimado em R$ 26 milhões. A informação foi dada nesta quarta-feira, dia 29 de dezembro, pelo subsecretário da pasta, Túlio Kniphoff.

De acordo com Kniphoff, o contrato com a empresa vencedora da licitação terá validade de um ano, mas poderá ser renovado.

A previsão, disse o subsecretário, é de que até março de 2011, Manaus já tenha mais mil garis para somar ao efetivo da Semulps nas ruas. Segundo ele, hoje, a capital possui apenas 800 garis. Kniphoff afirma que todo este contingente cumpre regime de contrato temporário.

Concurso para gari não é cogitado

De acordo com Kniphoff, um concurso para agentes de limpeza pública é inviável em Manaus. Segundo ele, este processo de seleção é muito longo e “a cidade precisa de garis para ontem”.

Kniphoff ainda destaca que, uma cidade do porte de Manaus, necessita de um contingente de 3 mil garis.

Questionado se, futuramente, a escolha dos garis restantes (1.200 pessoas) poderia ser feita através de concurso, Kniphoff desconversou dizendo que a Semulsp “vai primeiro ver como fica com os mil garis que vão entrar”.

“Para fazermos um concurso para gari, teremos que fazer uma prova prática, mas eu desconheço esse processo”, contou.

Exemplo

Em 2009, a prefeitura do Rio de Janeiro promoveu concurso público para a seleção de 1.400 garis. O edital do certame estabeleceu provas de conhecimentos gerais e testes físicos para a classificação e aprovação dos inscritos.

A primeira etapa do teste físico foi composta de teste dinâmico de barra fixa para os candidatos do sexo masculino e teste estático de barra fixa para as candidatas do sexo feminino. Na segunda etapa, houve teste de flexão abdominal, teste de apoio de frente sobre o solo e teste de corrida de média distância para ambos os sexos.

O concurso para gari do Rio de Janeiro gerou repercussão, pois atraiu 45 candidatos com doutorado, 22 com mestrado, 1.026 com nível superior completo e 3.180 com superior incompleto. “A faculdade hoje não garante emprego nem estabilidade para ninguém. Eu quero segurança”, comentou o, até então universitário, Luiz Carlos da Silva, 23, na época do concurso, em entrevista ao jornal Folha Online.

O concurso do Rio estabelecia salário de R$ 856,34 para os garis aprovados.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.

    Pesquise as licitações no seu segmento agora

    Preencha seus dados para concluir a pesquisa

    Confira quantas oportunidades de venda existem no momento.
    Digite nome, e-mail e telefone para ver os resultados.





    Oportunidades de negócio esperando por você

    Aproveite o nosso período de teste gratuito e tenha sucesso no mercado de licitações.

    Licitações e dispensas