Prefeitura vai buscar patrocínio para agilizar obra de reforma em escola no bairro Varginha

Unidade deve voltar a ser utilizada por alunos ainda este ano, até que novo prédio seja construído

Prefeitura vai buscar patrocínio para agilizar obra de reforma em escola no bairro Varginha
O prefeito Rogério Cabral anunciou no encontro junto ao secretário de Educação Renato Satyro (e) e membros da comissão de pais que a prefeitura vai iniciar as obras de adaptação da antiga sede da JK ainda neste ano letivo (Foto: Daniel Marcus)

Na última segunda-feira, 27, uma comissão de pais de alunos da Escola Municipal Juscelino Kubitschek de Oliveira e o secretário de Educação, Renato Satyro, se reuniram com o prefeito Rogério Cabral para discutir o retorno dos alunos para Varginha.

Na semana passada, após o acidente com um dos ônibus escolares que transportavam os estudantes até o antigo Colégio Cêfel, no Paissandu, onde os alunos da JK estudam provisoriamente, desde que o prédio da escola foi interditado no ano passado, a Secretaria de Educação junto com a comissão de pais de alunos começou a analisar alternativas para que as crianças e adolescentes da JK pudessem voltar a  estudar no próprio bairro onde a maioria reside.

O objetivo é que os alunos voltem a ter aulas no bairro Varginha ainda este ano, mas, ainda não será na nova sede da Escola JK que a prefeitura pretende construir num terreno já definido. Falta ainda a licitação para escolha da empreiteira que irá construir a nova escola.

 Durante a reunião desta segunda-feira, o prefeito se comprometeu em dar início à obra de adaptação do prédio antigo da JK ainda este ano, mas admitiu que enfrenta dificuldades em conseguir recursos para construir a nova escola, já que a construção, que inclui um ginásio poliesportivo, está orçada em cerca de R$ 2,7 milhões.

Até que essa obra seja finalizada, os alunos voltarão a ter aulas no antigo espaço da JK, que havia sido interditado pela Defesa Civil devido à precariedade do imóvel. O prédio foi novamente visitado na semana passada e teve o primeiro piso liberado após vistoria.

Dois engenheiros devem visitar o local para fazer um projeto, avaliando o custo da reforma. Ainda de acordo com o prefeito, o governo irá buscar recursos de patrocínio para agilizar essa obra emergencial, já que, segundo ele, a realização de uma licitação, com todos os prazos obrigatórios, não permitirá a inauguração da nova JK ainda este ano.

A comissão de pais propôs um mutirão com moradores da comunidade para agilizar o processo de retirada da estrutura de madeira que compõe o segundo piso do imóvel localizado na Rua Leonino Dutra, em Varginha, mas a ideia foi descartada. “Resolvemos cancelar o mutirão porque ficamos preocupados com a segurança de quem iria ajudar. Achamos arriscado e optamos por evitar futuros problemas”, afirmou Adriana Vieira Martins, mãe de dois alunos da JK e membro da comissão de pais.

Segundo Renato Satyro, está sendo feita a análise quantitativa das turmas para se definir quantas salas serão necessárias para comportar todos os estudantes do 1º ao 9º ano do ensino fundamental no primeiro piso do prédio e se haverá necessidade de dividir os cômodos.

Caso o espaço físico do térreo — área liberada pela Defesa Civil, mediante a reforma, com pintura, reparos na parte elétrica e hidráulica — não seja suficiente, será preciso analisar outras possibilidades junto a comissão de pais, como a criação de um terceiro turno de aulas. O objetivo, segundo Satyro, é ter encontros regulares com a comissão para que os pais e a comunidade acompanhem o andamento do processo da nova escola e decidam, junto com a secretaria, sobre cada passo necessário para que os alunos retornem ao bairro ainda no segundo semestre.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.

    Pesquise as licitações no seu segmento agora

    Preencha seus dados para concluir a pesquisa

    Confira quantas oportunidades de venda existem no momento.
    Digite nome, e-mail e telefone para ver os resultados.





    Oportunidades de negócio esperando por você

    Aproveite o nosso período de teste gratuito e tenha sucesso no mercado de licitações.

    Licitações e dispensas