Prefeitura do Rio firmou seis contratos sem licitação com ONG no valor de R$ 40 mi em um ano

Os números foram revelados por um levantamento de dados feito pelo gabinete da vereadora Teresa Bergher.
A Casa Espírita Tesloo foi contratada sem licitação pela prefeitura, em 2011, para cadastrar famílias de baixa renda e criar um banco de dados com nomes e endereços de pessoas com direito à inclusão em programas sociais, como o Bolsa Família. O contrato foi assinado pelo então secretário de Assistência Social, Rodrigo Bethlem, que atualmente é deputado federal pelo PMDB.
Escutas telefônicas mostram uma conversa entre Bethlem e sua ex-mulher, Vanessa Felippe, onde ele afirma receber cerca de R$ 85 mil por meio de propinas oriundas de contratos da prefeitura.
Bethlem não cita o nome da empresa, mas diz que o convênio tem prazo de sete meses, tempo que condiz com a vigência do contrato firmado com a Tesloo.
A Prefeitura do Rio informou que iniciou neste sábado uma auditoria sobre os contratos firmados pelo deputado.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.

    Pesquise as licitações no seu segmento agora

    Preencha seus dados para concluir a pesquisa

    Confira quantas oportunidades de venda existem no momento.
    Digite nome, e-mail e telefone para ver os resultados.





    Oportunidades de negócio esperando por você

    Aproveite o nosso período de teste gratuito e tenha sucesso no mercado de licitações.

    Licitações e dispensas