Prefeitura licita alimentos; entre eles, 2 t de orégano

Araçatuba – A Prefeitura de Araçatuba revela, no dia 16 deste mês, as propostas das empresas participantes de licitação aberta pelo município para aquisição de 185 tipos de gêneros alimentícios. Com tais aquisições, o município estima um investimento de R$ 1.566.597,03.

Disponível no site da Prefeitura na internet, o edital com as especificações do processo licitatório chama atenção pelos quantitativos de alguns dos produtos que serão adquiridos. Entre as curiosidades, estão 923 frascos de azeite; 20 quilos de folhas de louro; 600 quilos de bolo de aniversário recheado com doce de leite e ameixa e com cobertura de chantili; além de 2.085,20 quilos de orégano em pacotes de aproximadamente 10 gramas, o que daria 208.520 saquinhos do produto.

Em nota, a assessoria de imprensa da Prefeitura informou, na sexta-feira, que os produtos a serem comprados atenderão ao refeitório municipal; Hospital da Mulher, escolas públicas existentes em Araçatuba, programas sociais, Corpo de Bombeiros, algumas secretarias e eventos por elas organizados.

A resposta da administração municipal a questionamentos feitos pela Folha da Região não esclarece alguns pontos, como as razões para algumas quantidades, aparentemente elevadas, nem o número de pessoas que serão beneficiadas com a quantidade de mantimentos que serão compradas pela Prefeitura.

Ainda de acordo com a assessoria, a licitação, na modalidade pregão presencial, não prevê a entrega de todos os gêneros alimentícios de uma única vez. O processo especifica que os produtos serão adquiridos pela administração municipal num prazo de 12 meses, de acordo com a necessidade.

Os envelopes com as propostas das empresas interessadas serão abertos em sessão na Prefeitura, às 9h do próximo dia 16. Apesar de estimar uma despesa da ordem de R$ 1,5 milhão, o Executivo acredita que, no decorrer da apresentação das propostas, esse valor sofrerá reduções até a batida do martelo.

MERENDA
A mesma licitação já havia sido aberta pela Prefeitura no final do ano passado. No entanto, sem grandes justificativas, o município a suspendeu. De acordo com o secretário de Governo e Gestão Estratégica, Márcio Chaves Pires, grande parte dos produtos a serem comprados serão destinados à produção da merenda escolar, especialmente a partir do segundo semestre deste ano, quando a Geraldo J. Coan, empresa que presta serviços ao município, deixará de servir as refeições em decorrência do encerramento de contrato.

Sobre as quantidades, Pires, da primeira vez que a licitação foi aberta, disse que os volumes haviam sido levantados pela administração municipal, com base na quantidade de refeições que hoje são servidas em repartições ligadas à Prefeitura. De todos os gêneros alimentícios que serão comprados, ao menos 37 itens chamam atenção por seus respectivos montantes.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.

    Pesquise as licitações no seu segmento agora

    Preencha seus dados para concluir a pesquisa

    Confira quantas oportunidades de venda existem no momento.
    Digite nome, e-mail e telefone para ver os resultados.





    Oportunidades de negócio esperando por você

    Aproveite o nosso período de teste gratuito e tenha sucesso no mercado de licitações.

    Licitações e dispensas