Prefeitura de Itajaí vai remover parte da ponte Tancredo Neves que desabou

Prefeitura de Itajaí vai remover parte da ponte Tancredo Neves que desabou
Obras da nova ponte ainda estão sendo licitadas
Foto: Lucas Correia / Agência RBS

Pouco mais de um mês após o queda da ponte Tancredo Neves, a prefeitura de Itajaí começou a licitar os serviços para recuperação das cabeceiras. Antes disso, uma empresa deverá ser contratada para remover parte da estrutura da ponte que caiu e ficou muito próxima das estacas atuais, impedindo a colocação de novas.

O secretário de Obras, Tarcízio Zanelatto, afirma que o projeto para recuperar as cabeceiras já está pronto e a intenção é começar os trabalhos em breve. De acordo com ele, serão colocados 2,6 mil metros de novas estacas ao redor das cabeceiras – esse reforço vai aumentar a capacidade da ponte de 25 toneladas para 45 toneladas.

– Demos prioridade para as cabeceiras porque é a parte mais demorada. Ainda falta o projeto executivo das vigas e do vão central que iremos licitar. Além disso, a vistoria subaquática mostrou que será necessário retirar parte da estrutura que caiu para fazer o estaqueamento das cabeceiras, por isso já estamos trabalhando nos orçamentos para esse serviço – explica.

A licitação do estaqueamento deve ser lançada nesta quinta-feira. Zanelatto diz ainda que apesar de todo trâmite burocrático a intenção da prefeitura é concluir a nova ponte entre 10 e 12 meses, se não houver imprevistos. A obra deve custar R$ 2,5 milhões.

Local estava interditado desde outubro

A ponte Tancredo Neves foi parcialmente interditada em outubro, quando a estrutura sentiu os efeitos do período prolongado de chuvas e houve rebaixamento do asfalto. Apenas pedestres, ciclistas e motociclistas estavam autorizados a fazer a travessia.

Em novembro, um laudo apontou que as fundações estavam intactas – porém, aestrutura teria perdido resistência no solo. Com isto, a ponte cedia um milímetro por dia, conforme informaram os técnicos na época.

O desabamento ocorreu por volta das 22h30min do dia 13 de dezembro – na mesma semana estava programada a reforma da ponte. Da parte central só é possível ver a estrutura de iluminação, que ficou fora da água. Ninguém ficou ferido.

Após o incidente, a prefeitura teve que se explicar na Câmara de Vereadores sobre a decisão de manter a ponte aberta para pedestres, ciclistas e motociclistas, além de dar informações sobre uma consulta informal que fez a uma empresa de engenharia de Blumenau.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

    Pesquise as licitações no seu segmento agora

    Preencha seus dados para concluir a pesquisa

    Confira quantas oportunidades de venda existem no momento.
    Digite nome, e-mail e telefone para ver os resultados.





    Oportunidades de negócio esperando por você

    Aproveite o nosso período de teste gratuito e tenha sucesso no mercado de licitações.

    Licitações e dispensas