Prefeitura de Bauru inicia licitação para estação de tratamento de esgoto

Envelopes com as propostas foram abertos nesta terça-feira (14). Obra deveria ter começado em setembro deste ano.

A prefeitura de Bauru (SP) de início nesta terça-feira (14) ao processo de licitação da obra de construção da Estação de Tratamento de Esgoto. Foram abertos durante a manhã, os envelopes com a apresentação dos projetos das concorrentes. Dois consórcios e uma empresa apresentaram projetos à comissão municipal de licitação.
Nesta primeira etapa serão analisadas a regularidade jurídicas e fiscal e a qualificação econômica dos candidatos. Toda a documentação vai ser agora encaminhada ao Departamento de Água e Esgoto e à secretaria de Planejamento. Se não houver recurso de nenhuma das concorrentes no prazo de cinco dias, a prefeitura agendará nova reunião para, aí sim, conhecer as propostas comerciais de cada uma delas.
Vai vencer aquela que oferecer o projeto com o menor custo. A obra deveria ter começado no final de setembro, um ano após a assinatura do Termo de Compromisso entre a prefeitura e a Caixa Econômica Federal, gestora do recurso de R$ 118 milhões destinados pela união à obra.
O prazo de conclusão da obra seria dezembro deste ano, mas ele não será cumprido, já que a construção levará 18 meses. Atualmente, segundo a Companhia de Saneamento do Estado (Cetesb), Bauru despeja mais esgoto do que a soma de 26 cidades da região.
A obra
A Estação será construída com recursos do Programa de Aceleração de Crescimento (PAC), recursos conquistados pelo município a fundo perdido, com contrapartida do Município. A licitação ocorre na modalidade concorrência pública.
A área destinada à construção da ETE conta com 150 mil metros quadrados e está localizada próxima ao Rio Bauru e Ribeirão Vargem Limpa. A Estação terá capacidade para tratar inicialmente 1.305 litros de esgoto por segundo.
Na primeira etapa, até 2020, serão implantados 3 módulos, com capacidade de atendimento de 477 mil pessoas (cada módulo para 159 mil habitantes). Até 2030 atenderá uma população estimada de 587 mil habitantes, com 4 módulos.
A ETE será composta por sistema biológico de tratamento com Estação Elevatória de Esgoto Bruto, Desarenador, Reator UASB, Filtro Biológico Aerado, Decantadores, Desinfecção e Tratamento de Lodo.

Apenas 10% do esgoto é tratado na cidade atualmente (Foto: Reprodução/TV TEM)
Apenas 10% do esgoto é tratado na cidade atualmente (Foto: Reprodução/TV TEM)

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.

    Pesquise as licitações no seu segmento agora

    Preencha seus dados para concluir a pesquisa

    Confira quantas oportunidades de venda existem no momento.
    Digite nome, e-mail e telefone para ver os resultados.





    Oportunidades de negócio esperando por você

    Aproveite o nosso período de teste gratuito e tenha sucesso no mercado de licitações.

    Licitações e dispensas