Prefeitura: Corsan não tem condição técnico-financeira

Depois de uma semana de silêncio, a Prefeitura de Santa Cruz do Sul voltou a comentar a polêmica da licitação dos serviços de água e esgoto na cidade. O procurador jurídico do município, Luciano Almeida, declarou que causou surpresa no governo o fato de a Corsan ter sido excluída do processo. “A empresa comprovou não ter condições financeiras e técnicas para operar o sistema e fazer os investimentos necessários”, afirmou. “A Corsan não comprovou a maioria do que era exigido. Dos três itens de desempenho financeiro não atendeu nenhum”, resumiu.

De acordo com o procurador, o resultado divulgado hoje pela Divisão de Licitações da Prefeitura refere-se à primeira das três etapas da concorrência que definirá o futuro concessionário dos serviços em Santa Cruz pelos próximos 30 anos. “É a etapa de habilitação, quando a empresa deve comprovar que tem condições de assumir o serviço”, resume, dizendo que a Corsan tem cinco dias para recorrer da decisão. Caso isso aconteça – o governo do Estado já disse que vai recorrer imediatamente à Justiça -, as outras duas empresas que seguem na disputa têm mais cinco dias para se manifestar sobre o recurso da Corsan. Depois a Divisão de Licitações fará o julgamento das propostas técnica e financeira. A previsão é que o resultado saia até o fim de março.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.

    Pesquise as licitações no seu segmento agora

    Preencha seus dados para concluir a pesquisa

    Confira quantas oportunidades de venda existem no momento.
    Digite nome, e-mail e telefone para ver os resultados.





    Oportunidades de negócio esperando por você

    Aproveite o nosso período de teste gratuito e tenha sucesso no mercado de licitações.

    Licitações e dispensas