Prefeitura abre licitação para obras da Praça da Juventude

Já está aberta a concorrência pública, realizada pela Prefeitura Municipal de Arujá, para a construção da Praça da Juventude, nos bairros Mirante e Jardim Pinheiro. As empresas interessadas em participar devem retirar cópia do edital e do projeto até o dia 17 de março. A abertura dos envelopes deve acontecer no dia 18 de março.

Se o processo licitatório transcorrer sem nenhuma eventualidade, como por exemplo, alguma contestação, o mesmo deve ser finalizado no período de um mês e meio após ser iniciado. Após esse procedimento, a Prefeitura deve encaminhar os documentos referentes ao processo novamente à Caixa para que a mesma o homologue.

De acordo com o diretor de habitação, Juvenal Penteado, todo esse processo deve levar no máximo até o final do mês de março ou início de abril quando a obra poderá ser iniciada. De acordo com o cronograma apresentado pela Prefeitura, a obra terá duração de um ano, assim, a Praça da Juventude deve ser entregue no final do primeiro semestre de 2012.

A assinatura do contrato de repasse para a construção do equipamento esportivo entre a Caixa Econômica Federal e a administração municipal foi feita no dia 22 de janeiro de 2010.

O superintendente da Caixa, Augusto Bandeira Vargas, destacou que serão investidos R$ 1,6 milhão nas obras, sendo que R$ 1,5 milhão vem do Orçamento Geral da União (OGU) e R$ 130.434,78 serão de responsabilidade da Prefeitura, que também irá ceder o terreno onde o equipamento será instalado.

O Ministro do Esporte, Orlando Silva, esteve em Arujá no dia 21 de maio do ano passado para a apresentação do projeto da Praça da Juventude. Segundo ele, o recurso para a implantação está garantido.

Ele ainda destacou que a Praça da Juventude busca otimizar a prática de esporte e lazer para crianças e adolescentes, promovendo saúde por meio do esporte.

Aprovação ambiental

Diversas questões ambientais apontadas pela Cetesb (Companhia Ambiental do Estado de São Paulo) durante avaliação do projeto atrasaram em quase um ano a aprovação do processo pela Caixa Econômica Federal.

Como o licenciamento ambiental no Estado de São Paulo é exigente, principalmente quando se trata de áreas de mananciais ou de APPs (Áreas de Proteção Permanente), o processo tornou-se lento. Isto porque a área escolhida para sediar a praça já estava com problemas ambientais há muito tempo. É uma área totalmente degradada, com um córrego que recebia lançamento de esgoto. Além de ser um depósito irregular de entulho há muitos anos.

Um dos motivos que também atrasou o licenciamento pela Cetesb foi que nem toda a Área de Preservação Permanente (APP) ao longo dos 30 metros do córrego pode ser recomposta, por estar embaixo da rede de alta tensão. A primeira coisa que a companhia pede é que essa área seja recomposta para ser licenciada.

Sobre o Projeto

A Praça da Juventude é uma iniciativa do Ministério dos Esportes que visa permitir o acesso do cidadão à prática esportiva e de lazer, promovendo a melhoria da qualidade de vida da população, além de induzir o desenvolvimento da região e a qualificação dos espaços públicos.

Além do esporte, o novo espaço também vai incentivar o desenvolvimento de atividades de convivência, como Cultura, Ciências, Lazer e Inclusão Digital, entre outras. A Caixa é a gestora das obras de infraestrutura executadas com recursos do Ministério.

O projeto prevê a construção de quadra de futebol society, quadra de vôlei de areia, aparelhos de ginástica ao ar livre, pista para caminhada, pista de skate, quadra poliesportiva coberta, teatro de arena, pista para salto, sala de ginástica, banheiros e sala para realização de cursos. A praça terá cerca de 7.100 m² de área construída.

O local escolhido para abrigar o complexo fica na estrada do Kondo, em área municipal localizada na divisa dos bairros Jardim Pinheiro e Mirante e próxima à UBS Mirante.

O espaço terá foco na democratização do esporte e inclusão social, principalmente dos jovens, mas será aberto às pessoas de qualquer faixa etária.

Além do esporte, o novo equipamento também vai incentivar o desenvolvimento de atividades de convivência, como Cultura, Ciências, Lazer e Inclusão Digital, entre outras. A Caixa é a gestora das obras de infraestrutura executadas com recursos do Ministério.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.

    Pesquise as licitações no seu segmento agora

    Preencha seus dados para concluir a pesquisa

    Confira quantas oportunidades de venda existem no momento.
    Digite nome, e-mail e telefone para ver os resultados.





    Oportunidades de negócio esperando por você

    Aproveite o nosso período de teste gratuito e tenha sucesso no mercado de licitações.

    Licitações e dispensas