Prefeitura abre licitação para melhorias em Base Ecológica

A Prefeitura de Jundiaí abriu licitação para contratação de serviços de zeladoria, limpeza e manutenção das dependências do imóvel, localizado dentro da Reserva Biológica (Rebio) da Serra do Japi, em Jundiaí. Com 15 pesquisas em desenvolvimento e cerca de 2 mil visitas monitoradas só neste ano, o trabalho desenvolvido na Base Ecológica da Serra do Japi tem atraído cada vez mais um número de alunos, universitários e pesquisadores.
De acordo com a superintendente da Fundação Serra do Japi, Vânia Plaza Nunes, o objetivo é melhorar o atendimento e segurança para a comunidade científica que frequenta o local. “Contamos com o apoio da Guarda Municipal que voltou a nos dar apoio constante na base, mas o serviço de zeladoria será importante para cuidar da base 24h e dar suporte em infraestrutura, inclusive, aos domingos e feriados”, explicou.
A superintendente informa que não há registro de furtos e roubos no local, porém destaca que aumentar a segurança é uma forma de prevenção e de dar mais tranquilidade ao trabalho desenvolvido pelos pesquisadores científicos, que trabalham com os aspectos da fauna e flora da área, voltados para conservação, preservação e recuperação.
Até o próximo ano, a Fundação Serra do Japi, responsável pela Base Ecológica, e subordinada à Unidade de Gestão de Planejamento e Meio Ambiente, pretende ampliar os trabalhos de educação ambiental. A superintende informa também que a Fundação tem interesse em aumentar as parcerias com as universidades de Jundiaí e também divulgar os resultados das pesquisas e seus impactos para a população e empresas.
Ela destaca o trabalho de alunos da Universidade Padre Anchieta, de Jundiaí, que estudam o impacto do uso do entorno da Reserva Biológica. “A sociedade de Jundiaí é pioneira na luta por questões ambientais. Quanto mais entendermos a importância ambiental da Serra do Japi e a sua vulnerabilidade mais teremos consciência de sua preservação. Este trabalho também precisa ser integrado com Bom Jesus dos perdões, Cajamar e Cabreúva”, diz Vânia.
Rebio
A Rebio foi criada em 1991 e é considerada uma das mais importantes unidades estaduais e nacionais de preservação da Mata Atlântica e referência para centenas de pesquisas científicas de grande repercussão, especialmente sobre diversidade biológica. A Reserva conta com um total de 20,71 milhões de metros quadrados, o que representa 22,5% da área tombada da Serra do Japi no município de Jundiaí.
Em setembro do ano passado, um acordo obtido pelo Ministério Público Estadual, resultou na doação de 200 mil metros quadrados para regularização da Rebio. A área corresponde à gleba III do Sítio Lamarão e foi viabilizado por um Termo de Ajustamento de Conduta (TAC) aplicado pelos promotores a um empreendimento com irregularidades pendentes a título de compensação ambiental.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

    Pesquise as licitações no seu segmento agora

    Preencha seus dados para concluir a pesquisa

    Confira quantas oportunidades de venda existem no momento.
    Digite nome, e-mail e telefone para ver os resultados.





    Oportunidades de negócio esperando por você

    Aproveite o nosso período de teste gratuito e tenha sucesso no mercado de licitações.

    Licitações e dispensas