Prefeito vai intervir nas linhas de ônibus se licitação for anulada

De acordo com nota divulgada pelo presidente do SMTU, se a licitação for anulada a PMM comprará mil ônibus novos.

Manaus – “O prefeito (Amazonino Mendes) adverte que, se por qualquer motivo anularem a licitação, o mesmo já decidiu o seguinte: utilizará a capacidade de endividamento do município para a aquisição de 1.000 ônibus novos, fazendo uma estatal e, ao mesmo tempo, fará a intervenção nas linhas das empresas que estão operando no sistema…”

A informação faz parte de uma nota distribuída agora à tarde pelo superintendente municipal de Transportes Urbanos, Marcos Cavalcante, em resposta às ameaças de greve do Sindicato dos Trabalhadores em Transportes Rodoviários de Manaus de parar 70% da frota dos ônibus do sistema de transporte coletivo de Manaus, a partir das 4h da próxima na quarta-feira, sob a alegação de que seus empregos estão ameaçados com a licitação que a Prefeitura está realizando para contratar outras empresas para operar na cidade.

A nota distribuída por Cavalcante diz que “a Prefeitura de Manaus, após dois exaustivos anos de trabalho, removeu uma série de óbces para poder fazer uma licitação e, com isso, resolver o problema de carência de transporte coletivo da cidade”. E que a Superintendência Municipal de Transportes Urbanos (SMTU) e o prefeito têm sido informados de que “existem forças negativas, algumas até de grande expressão política, agindo veladamente, bem como empresários falidos e irresponsáveis que estariam trabalhando para que a licitação não dê certo”.

Segundo, também, a nota do superintendente, “a população já tomou conhecimento, inclusive, de ameaças como o ingresso de ação indenizatória cobrando a astronômica cifra de R% 500 milhões para intimidar a Prefeitura no processo e, ainda, declarações descabidas do sindicato (rodoviários) com ameaça de greve”.

A intervenção nas linhas das empresas que estão operando no sistema será feita, de acordo com a nota, “colocando ônibus especiais, alternativos, executivos e do fretamento, para suprir as deficiências, certo de que tal medida melhorará o serviço até a chegada dos ônibus novos, o que deverá ocorrer no espaço máximo de seis meses”. Por fim, Cavalcante diz que “a Prefeitura avisa aos interessados que a regra do jogo é clara e que não há mais tempo a perder, ressaltando que a preocupação do prefeito Amazonino Mendes é melhor servir ao povo e vai servir, pois já dispõe dos meios”.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.

    Pesquise as licitações no seu segmento agora

    Preencha seus dados para concluir a pesquisa

    Confira quantas oportunidades de venda existem no momento.
    Digite nome, e-mail e telefone para ver os resultados.





    Oportunidades de negócio esperando por você

    Aproveite o nosso período de teste gratuito e tenha sucesso no mercado de licitações.

    Licitações e dispensas