Prefeito Fruet vai a Brasília atrás de verbas

O prefeito de Curitiba, Gustavo Fruet (PDT) e o secretário municipal de Saúde, Adriano Massuda, desembarcam hoje em Brasília, para uma série de reuniões em busca de verbas para a Capital paranaense. Eles têm audiência marcada com o ministro da Saúde, Arthur Chioro, para discutir a ampliação dos repasses do Sistema Único de Saúde (SUS) referentes a procedimentos ambulatoriais e hospitalares de alta e média complexidade, e alternativas de gestão para o Hospital Universitário Evangélico de Curitiba, sob intervenção judicial desde o último dia 17.
Atualmente, Curitiba recebe em média R$ 52 milhões ao mês para procedimentos de média e alta complexidade. Esse valor precisa ser ajustado para acompanhar o aumento da demanda por serviços dos hospitais conveniados ao SUS na capital paranaense.
A audiência com o ministro da Saúde, solicitada pela Secretaria de Saúde por intermédio da senadora Gleisi Hoffmann, faz parte dos esforços da Prefeitura de Curitiba para preservar a assistência do SUS Curitiba e para garantir o pleno funcionamento dos serviços prestados pelo Hospital Evangélico, de maneira a evitar quaisquer prejuízos no atendimento à população enquanto durarem as readequações administrativas e financeiras na instituição.
Nesse período, a Secretaria Municipal da Saúde também prestará apoio técnico aos trabalhos do interventor Fabrício Cascardo Hito, nomeado pela Justiça do Trabalho, e que também participará do encontro em Brasília.
Metrô – Fruet também vai se reunir em Brasília com o titular da Secretaria do Programa de Aceleração do Crescimento, Maurício Muniz, para solicitar a correção monetária do valor destinado pelo governo federal ao projeto do metrô de Curitiba. Em maio, a presidente Dilma Roussef anunciou a destinação de R$ 1,8 bilhão do PAC-2 para o novo modal.
O edital de licitação do metrô foi publicado no dia 11 de junho, mas o processo ficou paralisado por seis meses em função de questionamentos feitos pelo Tribunal de Contas do Estado, que no dia 11 de dezembro decidiu acatar as explicações da Prefeitura e liberou a licitação. Nesse período, porém, os recursos destinados ao projeto sofreram depreciação, o que levou a Prefeitura a solicitar a correção do valor. A intenção é relançar o edital de licitação o mais brevemente possível.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.

    Pesquise as licitações no seu segmento agora

    Preencha seus dados para concluir a pesquisa

    Confira quantas oportunidades de venda existem no momento.
    Digite nome, e-mail e telefone para ver os resultados.





    Oportunidades de negócio esperando por você

    Aproveite o nosso período de teste gratuito e tenha sucesso no mercado de licitações.

    Licitações e dispensas