Prefeito Chico Brito inova na Limpeza Urbana e Manejo de Resíduos Sólidos

Investimento será de cerca de 78 milhões

A Prefeitura de Embu das Artes apresentou a primeira Parceria Público-Privada (PPP) do município que será para a limpeza urbana e manejo de resíduos sólidos e servirá de modelo para as cidades brasileiras e, principalmente as do eixo CONISUD (Consórcio Intermunicipal da Região Sudoeste da Grande São Paulo). A apresentação da PPP ocorreu na sexta-feira, 29/1, no Parque do Lago Francisco Rizzo. O evento contou com a presença do prefeito de São Lourenço da Serra, Zé da Tereza, da vice-prefeita de Taboão da Serra, Márcia Regina, do deputado estadual, Geraldo Cruz, vereadores, empresários, secretários municipais e lideranças da região.

Na ocasião, foi apresentada a empresa Ambiental Embu, responsável pela coleta e transporte de resíduos domiciliares, e materiais recicláveis; execução das obras de recuperação e encerramento do atual aterro e ampliação de área para os próximos 30 anos; implantação, operação e manutenção do Centro de Tratamento de Resíduo, entre outros serviços.

O prefeito de Embu das Artes e presidente do CONISUD, Chico Brito, revelou que, por conta desse processo, 400 novos empregos serão gerados. “Nós precisamos nos unir porque não adianta melhorar somente uma cidade e a do lado ter dificuldades. Não existe solução isolada e, por isso, estamos acreditando, desde 2001, nesse consórcio. Já tivemos uma grande vitória no ano passado com a vinda da UNIFESP, que vai atender Embu e região” – falou o prefeito. E acrescentou: “Temos orgulho de desenvolver essa PPP, mas não somos egoístas e esperamos contribuir com nossas cidades irmãs para que o problema na região seja resolvido” – concluiu. Ele ainda contou que por conta desse sistema, Embu terá coleta seletiva em 100% das casas.

Segundo o prefeito, para solucionar a situação do lixo na região são necessários cerca de R$ 60 milhões. As cidades integrantes do CONISUD (Embu, Itapecerica da Serra, São Lourenço, Taboão da Serra, Embu-Guaçu e Juquitiba) já estão elaborando projeto para captar recursos junto ao governo federal e estadual. Chico Brito teve uma preocupação especial com os catadores do município. A empresa vencedora da licitação irá coletar todo o lixo reciclável e doará para as cooperativas, que vão receber mais produtos, economizando tempo, aumentarão seus lucros e ainda terão um ganho em higiene.

Para o deputado estadual e ex-prefeito de Embu das Artes, Geraldo Cruz, o problema do lixo deveria ser uma política de estado, onde empresários, poder público e a população trabalhassem em conjunto. “Apesar de toda essa tecnologia, o mais importante é que ela não vai tirar o emprego dos catadores e dos varredores” – comemorou o deputado. “Vamos fazer o possível e o impossível para tornar o município referência nesse aspecto, podem ter certeza disso” – complementou o presidente da Embu Ambiental, Gerson Debrutora.

A presidente da Cooperativa de Reciclagem de Matéria-Prima de Embu (Coopermape), Rosana das Graças, comemorou o fato do trabalho dos catadores continuar mesmo com a vinda da PPP. “Fiquei muito feliz em saber que não seremos prejudicados e agora temos que nos organizar melhor para conseguir mais catadores para atender o município. Esperamos com isso, aumentar mais nossa renda” – disse Rosana.

Embu e o desenvolvimento sustentável

A Central de Tratamento de Resíduos, a primeira do Brasil, vai reciclar resíduos provenientes da construção civil, terá uma unidade de tratamento de resíduos sépticos (seringas, gazes, remédios com validade vencida, filmes fotográficos de raios-X etc) e domiciliares. Além disso, pode-se gerar biogás, onde é possível transformá-lo em energia elétrica ou em gás natural, por exemplo. Essas inovações permitirão diminuir cerca de 60% dos materiais que vão para o aterro sanitário. A tecnologia utilizada para a implantação dessa central será suíça.

A população terá um benefício ambiental enorme, pois o aterro receberá menos lixo e haverá melhor aproveitamento dos materiais recicláveis. O contrato prevê também que a Ambiental Embu destine parte da verba para a educação ambiental no município que serão aplicadas nas escolas municipais, Ong´s e associações.

Brunno Rocha
31/1/2011

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.

    Pesquise as licitações no seu segmento agora

    Preencha seus dados para concluir a pesquisa

    Confira quantas oportunidades de venda existem no momento.
    Digite nome, e-mail e telefone para ver os resultados.





    Oportunidades de negócio esperando por você

    Aproveite o nosso período de teste gratuito e tenha sucesso no mercado de licitações.

    Licitações e dispensas