Prefeita anuncia duplicação de avenida na zona Leste

Licitação das obras da Antônia Mugnatto Marincek deve ser aberta ainda em fevereiro e será possível por ter sido desmembrada das demais obras do PAC

Prefeita anuncia duplicação de avenida na zona Leste
Foto: Guto Silveira

A prefeita Dárcy Vera (PSD) anunciou na tarde desta quinta-feira, 4, a duplicação da avenida Antônio Mugnatto Marincek, que leva aos bairros do complexo Ribeirão Verde, na zona Leste da cidade. A licitação deve ocorrer na segunda quinzena deste mês com previsão de custo de R$ 36 milhões.

A obra de duplicação é uma das previstas no pacote de mobilidade urbana, que serão viabilizadas com recursos do Programa de Aceleração do Crescimento (PAC), de aproximadamente R$ 310 milhões, e que já tiveram duas licitações suspensas pelo Tribunal de Contas do Estado (TCE) em função, principalmente, da forma de licitação, pelo Regime Diferenciado de Contratação (RDC).

Agora a Prefeitura conseguiu desmembrar a obra das demais – corredores estruturais, pontes, viadutos etc. – e poderá iniciá-la primeiro porque os projetos executivos já estão prontos. A licitação, agora, será pela lei das licitações, a 8.666, só possível com a existência dos projetos.

A prefeita fez o anúncio durante entrevista coletiva que contou com a participação de vereadores da base aliada, secretários municipais e do superintendente regional da Caixa Econômica Federal (CEF), Isac Samuel dos Reis, a quem ela teceu muitos elogios e agradecimentos.

Segundo o secretário de Obras Públicas, Abranche Fuad Abdo, as obras de duplicação devem demorar 24 meses após o seu início, que deve ocorrer ainda neste ano. Para garantir que os recursos serão repassados, o primeiro desembolso – pagamento – das obras deve ser feito em 12 meses.

Para a realização das demais obras a Prefeitura demorará mais tempo, porque será necessário primeiro licitar a contratação dos projetos executivos e só depois que eles estiverem prontos serão licitadas as obras. Todas concorrências serão pela lei das licitações.

O cronograma de liberação de recursos prevê que serão pagos R$ 18 milhões neste ano, R$ 155 milhões em 2017 e 109 milhões em 2018. O pagamento do financiamento deverá ser feito após quatro anos de carência. O prazo para pagamento será de 20 anos.

Herança

Em discurso emocionado, a prefeita agradeceu os vereadores que votaram favoráveis ao empréstimo para a realização das obras, citando nominalmente os apoiadores na Câmara Municipal e criticou os que votaram contra e/ou que entraram com representações no TCE contra as duas licitações abertas para as obras e que acabaram barradas.

“Perdemos as obras por questões políticas, por ações de pessoas que não gostam de mim, mas que prejudicaram a população da cidade e até quem os elegeu”, disse a prefeita ao lembrar que conseguiu recuperar os recursos com a ajuda do superintendente da CEF, com a prorrogação dos prazos.

Ao enfatizar que não conseguirá terminar as obras – algumas não conseguirá nem começar – Dárcy Vera disse que deixará de herança ao seu sucessor as verbas garantidas e os projetos para as obras. “O próximo prefeito vai herdar um monte de obras. Vai herdar o dinheiro para pagar. Uma herança que vai ficar eternizada em nossa cidade”, disse.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.

    Pesquise as licitações no seu segmento agora

    Preencha seus dados para concluir a pesquisa

    Confira quantas oportunidades de venda existem no momento.
    Digite nome, e-mail e telefone para ver os resultados.





    Oportunidades de negócio esperando por você

    Aproveite o nosso período de teste gratuito e tenha sucesso no mercado de licitações.

    Licitações e dispensas