Praias do Norte de Santa Catarina têm problema crônico de balneabilidade

Vigorelli, em Joinville; Lagoa, em Barra Velha; e Paulas, em São Chico, estão sem previsão de melhorias

Praias do Norte de Santa Catarina têm problema crônico de balneabilidade
Vigorelli é bastante frequentada, mas continua imprópria para o banho
Foto: Salmo Duarte / Agencia RBS

Em janeiro de 2010, uma reportagem de A Notícia mostrava que três praias do Norte do Estado — a Vigorelli, em Joinville; a da Lagoa, no Centro de Barra Velha; e as praias de Paulas, emSão Francisco do Sul — mantinham durante todo o verão o status de impróprias para banho.

Ao longo dos últimos seis anos, o histórico praticamente não mudou e o caso dessas três áreas é considerado emblemático.
Ao contrário da maioria das praias frequentadas por turistas e banhistas no litoral catarinense, que estão sujeitas ao volume maior ou menor de esgoto sanitário, estes três locais são afetados por uma situação considerada por especialistas como de permanente poluição.
No caso da Vigorelli, por exemplo, além do esgoto das casas, há uma constante troca de águas com o rio Cubatão e toda a área de mangue da região; e um volume constante de embarcações. Também não há um sistema de tratamento de efluentes para as mais de 200 casas de moradores e restaurantes instalados na praia.
Os imóveis estão passando por um processo de regularização junto à Justiça Federal e não há, por enquanto, um plano de saneamento para a região.
As praias de Paulas, em São Francisco do Sul, vivem uma situação semelhante. Além dos mais de 300 imóveis que despejam diariamente o esgoto nas águas calmas da região. O bairro é uma região portuária, com influência muito forte da movimentação de cargas no Porto de São Francisco do Sul, das próprias embarcações e das empresas de logística que atuam ao longo da BR-280.
Embora com um nível de poluição considerado historicamente alto, Paulas e Vigorelli são bem frequentadas durante toda a temporada.
Observação do histórico
Em Barra Velha, a situação é tão emblemática que a Prefeitura pediu para que a Fundação do Meio Ambiente de Santa Catarina (Fatma) pare de fazer a coleta e a análise da água na região. Isso porque não há banhistas no local, nem na temporada, nem fora dela.
Segundo o presidente da Fundação do Meio Ambiente de Barra Velha, o advogado Ivo Ibere Gonçalves, não há qualquer atividade de banho na lagoa no Centro da cidade.
– Ainda há o despejo de esgotos antigos de toda a cidade e da rede fluvial. É até importante alertar, mas as pessoas não tomam banho ali. Elas vão nas praias – diz o secretário.
Em Barra Velha, o único projeto que prevê alguma solução para o problema é para médio e longo prazos. A Prefeitura promete para março uma licitação para a dragagem de parte da lagoa. Não tem a ver com a balneabilidade, mas com a navegação. Os pescadores precisam da lagoa para sair para o mar.
Mesmo assim, segundo o secretário, a troca de água com o mar pode ajudar em parte a diminuir a poluição. A solução mais esperada, no entanto, está no contrato da Prefeitura com a Casan. A companhia estadual tem o compromisso de iniciar a coleta e o tratamento do esgoto sanitário da cidade nas próximas décadas.
– Não há um prazo específico, mas será feito nos próximos anos – diz o secretário.
Sem prazo para soluções definitivas, o ideal, segundo a Fatma, é que os banhistas sigam o alerta e consultem na internet os locais próprios para banho.
Segundo o diretor de proteção dos ecossistemas da Fatma, Márcio Luiz Alves, a balneabilidade deve ser observada em um histórico mais amplo, pois fenômenos climáticos podem interferir facilmente no resultado. Assim, locais que apresentam um histórico longo de poluição devem ser evitados para o banho.
– A bactéria do coliforme é muito frágil e morre rápido. Por isso, o resultado da balneabilidade varia bastante. O ideal é utilizar o resultado de várias amostras e observar se há uma tendência de contaminação.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.

    Pesquise as licitações no seu segmento agora

    Preencha seus dados para concluir a pesquisa

    Confira quantas oportunidades de venda existem no momento.
    Digite nome, e-mail e telefone para ver os resultados.





    Oportunidades de negócio esperando por você

    Aproveite o nosso período de teste gratuito e tenha sucesso no mercado de licitações.

    Licitações e dispensas