Praças da Juventude garantirão direito a esporte, lazer e cultura.

Da Redação
Agência Pará

Técnicos do Ministério do Esporte e da Caixa Econômica Federal se reuniram nesta quarta-feira (24) com gestores do projeto Praça da Juventude de nove municípios dos Estados do Pará e Amazonas. Responsáveis pela gestão do projeto em Belém, Parauapebas, Curionópolis, Redenção e Abaetetuba, no Pará, e em Autazes, Careiro, Tefé e Maués, no Amazonas, discutiram as adaptações arquitetônicas, processo licitatório e modelo de gestão da Praça da Juventude. O encontro aconteceu no auditório da Secretaria de Estado de Planejamento, Orçamento e Finanças (Sepof), em Belém.

O secretário de Estado de Esporte e Lazer do Pará, Jorge Panzera, que participou da abertura do evento, destacou que a prática esportiva é um direito ao qual grande parte da população ainda não tem acesso. “Muitas pessoas não têm condições de pagar academia ou clube, e o crescimento desordenado das cidades eliminou importantes espaços de esporte e lazer. A Praça da Juventude vem suprir essa carência”, afirmou o secretário. Para ele, o esporte, mais do que contribuir para a saúde e qualidade de vida, agrega valores importantes, como determinação, superação e espírito de equipe.

Serão construídas seis Praças da Juventude no Pará, um investimento superior a R$ 8 milhões. Já foi aberto o processo de licitação para contratação da empresa que construirá a Praça em Belém, que será financiada com recursos do Programa Nacional de Segurança Pública com Cidadania (Pronasci), do Ministério da Justiça. Após contratada a construtora, o prazo médio para entrega da obra é de seis meses. “Nossa meta é inaugurar a Praça da Juventude de Belém ainda em 2010”, afirmou Panzera.

No Amazonas serão construídas quatro Praças, totalizando um investimento de R$ 6,4 milhões. Em Careiro, município a 100 quilômetros de Manaus, com população de 32 mil habitantes, o processo de execução da Praça da Juventude está adiantado. Segundo o prefeito Joel Lobo, a adequação do projeto está sendo analisada por técnicos da CEF, órgão gestor do contrato, e todas as exigências burocráticas foram atendidas.

“Vamos lançar o edital para selecionar a construtora até o final do mês de março”, informou Lobo. No município amazonense, o bairro escolhido para receber a Praça da Juventude é Sebastião Borges, que atualmente não dispõe de infraestrutura pública para a prática de esporte. Estima-se que a Praça beneficiará 15 mil pessoas em Careiro.

Representante do Ministério do Esporte e consultor de Relações Governamentais, Plínio Marcos Teixeira salientou a importância da Praça da Juventude para prevenir a violência. “Observamos que em áreas onde foram implantados equipamentos públicos de esporte e lazer, as taxas de criminalidade diminuíram”, disse ele, que orientou os gestores presentes para a escolha de bairros com grande público jovem e carência de políticas públicas para essa faixa etária.

Questionado sobre a possibilidade de os Estados receberem recursos para a implantação de mais Praças da Juventude, Plínio Teixeira explicou que o Siconv, sistema de gerenciamento de convênios do governo federal, está aberto para o recebimento de propostas. “O município interessado deve acessar o Siconv e cadastrar seu pedido, que será analisado pelo Ministério dos Esportes”, informou.

Inclusão – A Praça da Juventude é um projeto do Ministério do Esporte destinado a comunidades com reduzido ou nenhum acesso a equipamentos públicos de esporte e lazer, que alia saúde, bem estar e qualidade de vida a atividades sócioeducativas diversificadas. Atividades que, além do esporte e lazer, incentivam a inclusão digital, a produção cultural e científica, constituindo-se em um espaço de convivência comunitária.

Cada unidade do projeto terá cerca de 7 mil m², com um ginásio poliesportivo coberto, cuja infraestrutura completa apresenta-se em módulos: pistas para salto triplo e à distância, pista para caminhadas, quadra de vôlei de praia, área de exercícios, campo de futebol society, pista para skate, teatro de arena, centro de convivência da terceira idade com sala de ginástica, quiosque de alimentação, vestiários e arquibancadas.

No período entre 2008 e 2010 foram conveniadas as construções de 150 Praças da Juventude, distribuídas por todo o país. O investimento médio em cada Praça é de R$ 1,6 milhão.

O encontro em Belém foi o sétimo de uma série. A equipe já esteve na região Centro-Oeste e nos estados do Ceará, Maranhão, Bahia, Minas Gerais e São Paulo.

Ascom/Seel (com informações do Ministério do Esporte)

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.

    Pesquise as licitações no seu segmento agora

    Preencha seus dados para concluir a pesquisa

    Confira quantas oportunidades de venda existem no momento.
    Digite nome, e-mail e telefone para ver os resultados.





    Oportunidades de negócio esperando por você

    Aproveite o nosso período de teste gratuito e tenha sucesso no mercado de licitações.

    Licitações e dispensas