PPP é apontada como solução

Isaac Lira*
repórter

São Paulo – Para o empresariado do setor de transporte urbano, uma Parceria Público-Privada é uma das opções mais adequadas para solucionar o problema ocasionados pela atual impossibilidade de a Prefeitura de Natal contrair empréstimos para a execução das obras de mobilidade para a Copa do Mundo. De acordo com o presidente da Associação Nacional das Empresas de Transportes Urbanos, Otávio Vieira Cunha, a PPP é um instrumento eficaz para atrair investimentos da iniciativa privada para obras públicas e pode ser utilizado em Natal.

Representantes das empresas de transporte urbano das 12 cidades-sede da Copa do Mundo de 2014 estão reunidos em São Paulo para discutir projetos estruturantes de mobilidade urbana. O 25º Seminário Nacional NTU ocorre até amanhã. Os principais temas são as parcerias público-privadas e o sistema de transporte conhecido como BRT (Bus Rapid Transit), uma espécie de corredor exclusivo de ônibus criado em Curitiba. A idéia do empresariado é incluir sistemas tipo BRT nas obras de mobilidade da Copa. Cerca de 80% dos projetos das cidades-sede já contemplaram sistemas BRT. Natal não está incluída.

Para Otávio Vieira Cunha, a PPP é uma resposta à falta de capacidade de investimento e endividamento das cidades. Confrontado com a informação de que Natal tem tido dificuldades para obter o financiamento necessário para as 14 intervenções previstas no sistema viário, Otávio citou as parcerias com o setor privado. “Se o governo não tem caixa para investir e não pode contrair dívidas, uma saída possível é fazer a parceria. Dessa forma, o setor privado investe e opera o sistema por um determinado período de tempo”, explicou Otávio.

O prazo dado pelo Governo Federal para o início e a conclusão das obras de mobilidade é, segundo o presidente do NTU, respectivamente o fim de 2011 e o fim de 2013. “Acredito ser possível modelar uma PPP até o fim do ano. Com certeza é tempo suficiente”, disse, acrescentando que não há grandes preocupações com o prazo de nenhuma das cidades-sede por parte do empresariado. “O que mais demora, principalmente quando se fala de BRT, são as desapropriações”, complementou.

Utilizado em 80 cidades ao redor do mundo, o BRT (sigla para Bus Rapid Transport) trabalha com um corredor exclusivo de ônibus dotada de uma infraestrutura específica. “O BRT é um sistema de transporte utilizado em mais de 80 cidades no mundo, no qual os ônibus circulam em uma rede de canaletas exclusivas com atributos especiais, como múltiplas posições de paradas nas estações, acessibilidade universal, embarque em nível, veículo articulado e múltiplas portas”, explicou.

Para os representantes do Seturn presentes ao evento, ainda dá tempo de incluir sistemas BRT nas obras da Copa, tendo em vista que a principal infraestrutura, os corredores exclusivos, já foram contemplados nos projetos.

Ministro

O ministro das Cidades, Mário Negromonte, discursou na abertura do Seminário, ontem pela manhã, e destacou as intervenções de mobilidade referentes à Copa do Mundo. “Trata-se de um investimento de R$ 32 bilhões, o maior que o Brasil já fez nos últimos 30 anos, pelo menos”, comemorou.

Apesar de ter marcado uma entrevista coletiva após a abertura, o ministro Mário Negromonte não compareceu ao compromisso. Durante o seu discurso, não fez nenhuma menção à crise no seu partido, o Partido Progressista. Negromonte deu declarações à imprensa que causaram mal estar entre seus colegas de partido e provocaram especulações sobre sua possível saída. Entre as declarações está a de que os deputados do PP têm “ficha corrida”. Ao fim do discurso na manhã de ontem, o ministro falou: “Na minha vida pública posso ter tropeçado em uma palavra ou em uma frase, mas nunca na honestidade”.

* O repórter Isaac Lira viajou a convite da organização do evento.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.

    Pesquise as licitações no seu segmento agora

    Preencha seus dados para concluir a pesquisa

    Confira quantas oportunidades de venda existem no momento.
    Digite nome, e-mail e telefone para ver os resultados.





    Oportunidades de negócio esperando por você

    Aproveite o nosso período de teste gratuito e tenha sucesso no mercado de licitações.

    Licitações e dispensas