Porto Alegre deve ganhar porto turístico até a Copa

Leila Ghiorzi* – Porto Alegre

A revitalização do cais de Porto Alegre, obra desejada pela comunidade há cerca de 30 anos, deve finalmente sair do papel. Na quinta-feira (23/12), a governadora do Rio Grande do Sul, Yeda Crusius, assinou o contrato de arrendamento do Cais Mauá, localizado no centro da capital gaúcha e desativado oficialmente desde 2005. A partir da assinatura da parceria público-privadda (PPP), o consórcio Porto Cais Mauá do Brasil, responsável pela obra no local, fará o estudo do projeto arquitetônico de revitalização dos 3,5 km de área pública e pretende começar as obras até julho de 2011. A expectativa é de que o empreendimento fique pronto antes de 2014, com investimentos de cerca de R$ 500 milhões.

Formado por três cais, o porto da capital gaúcha é um dos maiores do Brasil em extensão. Construído entre 1911 e 1917, os armazéns do Mauá vem sendo utilizados somente para eventos culturais desde 2005, como a Bienal do Mercosul e a Feira do Livro de Porto Alegre.

Com a obra, que deve dar espaço a áreas de lazer, compras e restaurantes, a população espera romper a barreira entre a cidade e o Guaíba, simbolizada pelo muro da avenida Mauá, que separa o cais do tráfego de veículos e protege a cidade de eventuais alagamentos. Até hoje, são poucos os pontos de acesso da população à beira do rio nas áreas próximas ao Centro.

O prazo do arrendamento assinado pela governadora é de 25 anos, renováveis. Agora, o consórcio, definido por licitação, irá detalhar os projetos arquitetônicos para o aproveitamento do espaço e os submeterá à avaliação da prefeitura. A Agência Nacional de Transportes Aquaviários (Antaq) questiona na Justiça a competência do governo do Estado para lançar a licitação o que, na prática, pode resultar em atrasos ou suspensão do projeto.

Segundo Mario Freitas, diretor de projetos especiais da Contern, empresa do grupo Bertin e líder do consórcio, a obra deve ser iniciada no primeiro semestre de 2011 se tudo transcorrer como o plajenado. “Precisamos, agora, montar os projetos de engenharia e discutir com a prefeitura e com o governo do Estado as liberações de energia, acessibilidade e meio ambiente” afirmou Freitas. O diretor da Contern disse, ainda, que o prazo final para a entrega das obras é 2014: “pretendemos estar com 100% do projeto concluído até a Copa, ou muito perto desse percentual”.

Centro de lazer
O ideia é fazer do Cais Mauá um lugar de convivência e lazer para a população, a exemplo do Porto Madero, em Buenos Aires, e o de Barcelona, segundo Freitas. Será construído um shopping center ao lado da Usina do Gasômetro, ponto turístico da cidade. O local também terá prédios comerciais, um hotel e espaços destinados à gastronomia, cultura, entretenimento e lazer. “Provavelmente, começaremos a obra a partir dos programas de acessibilidade e infra-estrutura pesada, pois eles são os que mais geram transtornos. Para aumentarmos, por exemplo, a praça ao lado da usina, teremos que construir um túnel subterrâneo para os veículos”, explica Freitas. No entanto, o diretor alerta para a necessidade de aprovação dos projetos pela prefeitura. A medida em que eles forem sendo liberados, serão executados. Nos três primeiros anos, deverão ser feitos a modernização dos armazéns, a construção do centro de eventos, do estacionamento, do shopping e dos prédios comercias.

Os recursos serão adquiridos com parceiras com bancos privados estrangeiros, segundo Freitas. “Ainda não conversamos com o BNDES (Banco Nacional de Desenvolvimento Econômico e Social), mas isso não significa que não vamos conversar com eles. Pode ser que sim”. O representante das demais empresas do consórcio (Gis World Trade Barcelona, Solo Real, Pro Activa e Spin, todas espanholas), Maurênio Stortti, revela que 70% do capital já está acertado.

(* Colaborou: Alexandre de Santi)

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

    Pesquise as licitações no seu segmento agora

    Preencha seus dados para concluir a pesquisa

    Confira quantas oportunidades de venda existem no momento.
    Digite nome, e-mail e telefone para ver os resultados.





    Oportunidades de negócio esperando por você

    Aproveite o nosso período de teste gratuito e tenha sucesso no mercado de licitações.

    Licitações e dispensas