Polícia deve concluir em semanas inquérito sobre licitação em Nova Santa Rita.

Contrato formalizado em 2006 para prestação de serviços de saúde é investigado

Maicon Bock | maicon.bock@zerohora.com.br

A Delegacia Fazendária deve concluir em algumas semanas a investigação sobre supostas irregularidades em uma licitação realizada pela prefeitura de Nova Santa Rita, município vizinho de Canoas.

Na manhã desta quarta-feira, agentes comandados pelo delegado Marcelo Farias Pereira cumpriram 10 mandados de busca e apreensão em decorrência da Operação Padroeira em Nova Santa Rita, Canoas, São Leopoldo, Novo Hamburgo, Gravataí e Sapucaia do Sul.

O fruto da investigação é um contrato formalizado em maio de 2006 para prestação de serviços de saúde entre uma cooperativa com sede em São Leopoldo e a prefeitura. A cooperativa disponibiliza até hoje médicos, enfermeiros e outros profissionais para atuar na área da saúde no município.

A polícia investiga suposto favorecimento à empresa durante o processo licitatório e possível repasse ilegal por parte da empresa a um agente político que não teve o nome divulgado. As buscas, através de mandados, resultaram no recolhimento de provas: computadores e documentos. Para a operação foram destinados 40 agentes do Deic e sete delegados.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.

    Pesquise as licitações no seu segmento agora

    Preencha seus dados para concluir a pesquisa

    Confira quantas oportunidades de venda existem no momento.
    Digite nome, e-mail e telefone para ver os resultados.





    Oportunidades de negócio esperando por você

    Aproveite o nosso período de teste gratuito e tenha sucesso no mercado de licitações.

    Licitações e dispensas