Plano de Revitalização do Centro tem R$ 2,6 milhões para obras na Estação Ferroviária.

A Prefeitura de Campo Grande já tem a garantia de liberação de R$ 2,6 milhões para a obra de revitalização da Estação Ferroviária. Segundo a diretora presidente do Instituto Municipal de Desenvolvimento Urbano (Planurb), Marta Martinez os recursos do Plano de Aceleração do Crescimento (PAC) das cidades históricas está prestes a ser liberado e ainda este mês a licitação para escolha da empresa que fará as obras será aberta.

De todas os projetos e intervenções previstas no Plano de Revitalização, as únicas já garantidas são a da Estação Ferroviária, da 14 de Julho e também do início da Orla Ferroviária. Conforme Marta, para esses dois últimos projetos, o montante deve chegar a R$ 5 milhões e os recursos são do Bando Interamericano de Desenvolvimento (BID).

“Sabemos que as ações previstas no Plano são a médio e longo prazo, mas já vamos iniciá-las e trabalhamos com um corte para que em até 10 anos elas sejam feitas, apesar de haver um horizonte de 20 anos para a finalização das intervenções”, destacou.

A versão final do Plano de Revitalização será apresentado hoje pelo prefeito de Campo Grande, Nelson Trad Filho (PMDB) em audiência pública a ser realizada às 19 horas na Câmara de Vereadores. Conforme a diretora do Planurb, depois da apresentação, serão redigidas as minutas para o encaminhamento dos projetos de lei que garantirão, entre outras coisas, que as obras e o plano sejam seguidos pelas próximas administrações municipais.

Segundo Marta, entre as leis que deverão ser criadas para amparar a continuidade das obras e também o respeito às regras que devem ser seguidas estão as que restringem a modificação das construções e prédios e também a aplicação de faixas e cartazes publicitários, além da lei que deverá incentivar as alterações no horário de funcionamento do comércio.

“Nosso plano é que sejam criados atrativos culturais que permitam consolidar não apenas a presença das pessoas no comércio, mas que se tornem atrativos turísticos, com a criação de rotas culturais como o circuito que sai do Horto Florestal até o Centro de Belas Artes e o circuito árabe, concentrado nas ruas 7 de Setembro e 15 de Novembro”, explica.

A apresentação, hoje, do Palno de Revitalização, depende apenas da aprovação das minutas e dos projetos de lei para ser definitivamente finalizado.

Fonte: Lucia Morel – Capital News

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.

    Pesquise as licitações no seu segmento agora

    Preencha seus dados para concluir a pesquisa

    Confira quantas oportunidades de venda existem no momento.
    Digite nome, e-mail e telefone para ver os resultados.





    Oportunidades de negócio esperando por você

    Aproveite o nosso período de teste gratuito e tenha sucesso no mercado de licitações.

    Licitações e dispensas