Petrobrás busca sócios para Set Brasil

Empresa a ser criada para administrar sondas de perfuração de poços do pré-sal poderá ter participação de bancos e fundos de pensão

Kelly Lima – O Estado de S.Paulo
A Petrobrás espera juntar os fundos de pensão Petros, Previ, Funcef e Valia, além dos bancos Santander e Bradesco, na empresa Set Brasil, que será criada para administrar sondas de perfuração de poços do pré-sal.

Segundo fontes da estatal, a composição da nova companhia foi discutida ontem em reunião de diretoria e deve ser aprovada hoje pelo Conselho de Administração. A Petrobrás deve ficar com 10% da nova Set.

Outros 90% seriam divididos entre fundos de investimentos e instituições financeiras, conforme informou na semana passada o diretor financeiro da companhia, Almir Barbassa. Outra fonte confirmou ontem o nome dos parceiros com quem a estatal negocia.

Segundo esse executivo, é ideia no futuro abrir o capital para outras operadoras de sondas, que atuariam como sócias minoritárias e trariam a experiência na administração e gerenciamento desses ativos.

Por enquanto, a nova empresa será criada com os ativos da primeira encomenda de sete sondas de perfuração com capacidade para até três mil metros de profundidade. A Set comprará as unidades e depois alugará à Petrobrás.

A encomenda deverá ser fechada com o Estaleiro Atlântico Sul (EAS) e faz parte da megalicitação para a contratação de até 28 unidades lançada pela Petrobrás no ano passado. O estaleiro foi o melhor classificado, com proposta de US$ 4,65 bilhões para as sete unidades.

A companhia ainda não se manifestou sobre uma possível negociação com os demais proponentes para a construção dos outros pacotes. Porém, adiou o prazo de validade das propostas por pelo menos três meses, o que sinaliza que o processo ainda pode ter prosseguimento. Segundo fontes, a intenção da estatal é de que a Set Brasil assuma essa negociação, até mesmo alterando o número de unidades encomendadas ou reavaliando riscos no projeto que possam ser minimizados para uma possível redução dos preços propostos.

Propostas. Na licitação das 28 unidades, em segundo lugar, depois do EAS, ficou o consórcio Alusa Galvão, que pretendia construir um estaleiro na região de Barra do Furado, no Norte Fluminense. O consórcio apresentou uma proposta de US$ 4,678 bilhões, valor de US$ 668,28 milhões por unidade.

O terceiro colocado foi o estaleiro Brasfels, de Angra dos Reis, com proposta de US$ 5,172 bilhões, ou US$ 738,8 milhões por unidade.

O quarto lugar ficou com o Jurong, com proposta de US$ 5,178 bilhões, ou US$ 739 milhões por unidade. O estaleiro Jurong, de Cingapura, pretende construir uma unidade no Espírito Santo, caso leve as encomendas.

Também apresentaram propostas o consórcio formado por OAS/Odebrecht/UTC (US$ 5,311 bilhões), Eisa (US$ 5,492 bilhões) e Andrade Gutierrez/Mauá (US$ 5,768 bilhões). A licitação prevê que as sondas sejam entregues até 2017.

Outra licitação para a contratação de sondas que a Petrobrás havia feito simultaneamente no ano passado, para a contratação de duas unidades com prazo mais curto de entrega, deverá ser cancelada, segundo fontes.

A Petrobrás ainda não confirmou oficialmente, mas seu corpo técnico financeiro teria avaliado que os melhores orçamentos apresentados pelos concorrentes ficaram muito acima do que o EAS propôs na licitação de 28 unidades, por conta de uma redução de prazo insignificante.

O Estaleiro Atlântico Sul também foi o melhor colocado nessa licitação para duas unidades, mas apresentou um custo de US$ 55 milhões superior ao cotado na outra licitação, para entregar a unidade seis meses antes.

Disputa

US$ 4,65 bi
foi o valor da melhor proposta apresentada pelo Estaleiro Atlântico Sul por sete unidades ofertadas pela Petrobrás no ano passado

US$ 4,678 bi
foi o valor da segunda melhor proposta, que foi apresentada pelo consórcio Alusa Galvão


Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.

    Pesquise as licitações no seu segmento agora

    Preencha seus dados para concluir a pesquisa

    Confira quantas oportunidades de venda existem no momento.
    Digite nome, e-mail e telefone para ver os resultados.





    Oportunidades de negócio esperando por você

    Aproveite o nosso período de teste gratuito e tenha sucesso no mercado de licitações.

    Licitações e dispensas