Perto do fim, ETCD troca os tanques de combustível

Gustavo Pinchiaro

Com licitação em curso para entregar as cinco linhas de ônibus que administra ao setor privado, a ETCD (Empresa de Transporte Coletivo de Diadema) abriu concorrência para implantar dois tanques aéreos e fornecimento de óleo diesel metropolitano. Com o prazo estipulado em cerca de quatro meses para a autarquia encerrar as atividades de operação de transporte, segundo o prefeito Mário Reali (PT), o uso dos tanques se tornará desnecessário.
A solução para o caso, de acordo com o secretário de transportes Ricardo Perez, seria encerrar o contrato com a recém-contratada e arcar com os encargos, ou, então, negociar “administrativamente” com a empresa que venha a gerir as linhas de ônibus da ETCD para que ela passe a financiar e utilizar os tanques. O certame foi aberto, na justificativa da Prefeitura, para manter a “qualidade” no funcionamento do serviço prestado à população.
Os novos reservatórios de combustível ficarão situados na sede da autarquia. “Os tanques já existem. Se a mesma empresa ganhar a licitação vai manter, mas se outra ganhar vai ocorrer troca de equipamentos”, explica Perez.
Durante reunião do Consórcio Intermunicipal do Grande ABC com a Agência de Desenvolvimento Econômico da região, Reali informou que não estava a par do processo de compras, mas que a direção da autarquia “está avisada do prazo curto de operação”. “A contratação deve garantir o funcionamento. Seguramente, a ETCD deixa de operar”, declarou o petista.
A Prefeitura estuda a hipótese de manter a autarquia em funcionamento mesmo após encerrar a operação de linhas de ônibus e transformá-la na “grande gestora” do transporte público da cidade. O impasse está, no entanto, na saúde financeira da autarquia, que acumula débitos em torno de R$ 110 milhões. O dado, segundo Perez, está sendo atualizado, já que a administração vem renegociando os passivos.

CONCORRÊNCIA
O edital que prevê a entrega das cinco linhas de ônibus (40%) da autarquia ao setor privado foi publicado e alterado por duas vezes por conta de representações de empresas acatadas pelo TCE (Tribunal de Contas do Estado). A terceira versão prevê abertura dos envelopes com as propostas para o dia 21. Se não ocorrer nova representação seguida de intervenção da corte, o certame deve mesmo se encerrar na previsão do prefeito.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.

    Pesquise as licitações no seu segmento agora

    Preencha seus dados para concluir a pesquisa

    Confira quantas oportunidades de venda existem no momento.
    Digite nome, e-mail e telefone para ver os resultados.





    Oportunidades de negócio esperando por você

    Aproveite o nosso período de teste gratuito e tenha sucesso no mercado de licitações.

    Licitações e dispensas