Pedetista adverte para a licitação das obras

Para a liderança do Governo, não há motivo de preocupação com as construções para a Copa no Estado do Ceará

Para o deputado Heitor Férrer (PDT), o Governo do Estado está dormindo no ponto em relação aos processos licitatórios de obras a serem realizadas na Capital cearense para a Copa de 2014, tendo em vista a escolha do nosso Estado para ser uma das sedes dos jogos. No entendimento do pedetista, este ano já era para alguns processos licitatórios estarem em curso, para evitar que o Governo venha a ter que utilizar o artifício da dispensa de licitação para tocar as obras de sua responsabilidade direta.

Férrer argumenta que todas as intervenções a serem feitas em Fortaleza para receber jogos da Copa de 2014, são de grande porte e por isso demandarão um processo licitatório mais demorado. O pedetista deixa claro que a sua cobrança é para que o Governo se organize, lembrando que a licitação para a obra de reforma do Estádio Castelão foi feita no ano passado.

Concorrência

Ele aponta que corre o risco de não dar tempo para realizar os certames licitatórios e ter que ser feita uma dispensa de licitação. Nesse caso, alerta, quem perde é o erário estadual, pois na licitação há uma concorrência de várias empresas e na dispensa é o Governo quem escolhe quem fará a obra.

“Estou preocupado porque há muitas obras que precisam ser realizadas em um espaço de tempo que está se reduzindo. Se for adotada a prática da dispensa de licitação, com certeza os custos serão mais elevados e a conta será paga pela população”, ponderou, pedindo que o Estado providencie a feitura de todos os certames licitatórios de intervenções urbana para a Copa, assim como foram planejadas as inaugurações.

A deputada Eliane Novais (PSB) achou coerente o pedido do colega pedetista. A parlamentar argumenta que as obras a serem feitas para o evento são de grande importância, pois vão preparar a cidade para receber pessoas de vários países.

Preocupação

“Tem que ter os certames planejados no prazo devido. O que o senhor (Heitor Férrer) pede é algo disciplinado, para organizar e fazer os certames em tempo hábil”, pontuou a deputada.

O líder do governo na Casa, deputado Antônio Carlos (PT), alega que não é necessário preocupação em relação à isso, pois deixa claro que o Estado está preparado para realizar todas as licitações necessárias para adequar a realidade do Estado às exigências da organização do evento mundial. “Não estamos correndo nenhum risco”, garante o governista.

Na avaliação do Monitoramento de Ações e Projetos prioritários (Mapp), realizado quinta e sexta-feira na residência oficial do governador, ficou prometido um pacote com 67 obras, envolvendo recursos estaduais e federais da ordem de R$ 1,1 bilhão, mas não foram citadas as obras para o evento mundial de 2014, conforme informou o líder governista que participou do encontro na quinta-feira. Todavia Antônio Carlos assevera que em relação a esse tema não há atrasos.

A Assembleia já decidiu que terá um grupo para acompanhar as intervenções públicas, em Fortaleza, necessárias para o atendimento das exigências feitas ao Estado.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.

    Pesquise as licitações no seu segmento agora

    Preencha seus dados para concluir a pesquisa

    Confira quantas oportunidades de venda existem no momento.
    Digite nome, e-mail e telefone para ver os resultados.





    Oportunidades de negócio esperando por você

    Aproveite o nosso período de teste gratuito e tenha sucesso no mercado de licitações.

    Licitações e dispensas